velorio-350x340
Foto no velório da avó gerou polêmica

Ana Paula Valadão se envolveu em mais uma polêmica. Na última quinta-feira (23), durante o velório da avó Theolina, a cantora gospel postou em suas redes sociais uma foto em que aparece com as mãos sobre as da avó no caixão.

“Até aquele dia, vovó. Que bom que te demonstrei todo meu amor em vida. #AmorEmVida #GratidãoEmVida #Gradma”, escreveu ela na legenda da foto que compartilhou no Instagram.

Nos comentário da imagem, Fernanda Girundi, prima de Ana Paula Valadão, mostrou seu descontentamento com o ato. “Nossa família e várias pessoas que estiveram lá no momento do velório ficaram chocados com o celular que não saia da mão para registrar o momento que era apenas nosso. Hoje, estamos calçando a cara e pedindo desculpas para as pessoas que estiveram lá e foram totalmente desrespeitadas! Postar aqui é fácil, apoiar ela aqui é fácil, mas só quem viveu esse dois dias de luto sabe o tanto que foi mais difícil emocionalmente ter essa exposição de um momento que não precisava de público”, disse.

VEJA TAMBÉM
Ana Paula Valadão é alvo de “vomitaço” na internet

Mais tarde, a cantora postou uma foto de braços dados com o avô, lamentando a perda. “Eu e meu avô Gechonias na despedida da vovó Theonila.  Faça tudo o que pode, e vá além para demonstrar todo seu carinho para as pessoas. Na hora de despedir-se, a paz de coração por ter feito tudo em vida é um grande consolo. Agora vou continuar demonstrando amor ao meu avô, que depois de 64 anos, bem casado (mais 2 de namoro), vai precisar muito mais de nosso apoio”.

Em maio deste ano, Ana já havia se envolvido em uma polêmica ao pedir que seus seguidores e fãs boicotassem uma campanha da C&A por mostrar roupas sem gênero.

Fonte: Terra

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.
  • Olenka

    QUANTO MAU GOSTO, FALTA DE RESPEITO, DESESPERO EM APARECER…Baita sem noção !!! (Nem faço ideia de quem seja esta figurinha)

  • Rogério

    cada um posta o que quer…se não é crime, é pessoal.