Perguntado sobre o estacionamento rotativo, Raul Filho considerou a forma de implantação como “distorcido” e com apenas a intenção de arrecadar.
Perguntado sobre o estacionamento rotativo, Raul Filho considerou a forma de implantação como “distorcido” e com apenas a intenção de arrecadar.
raul-fi
Perguntado sobre o estacionamento rotativo, Raul Filho considerou a forma de implantação como “distorcido” e com apenas a intenção de arrecadar.

O presidente do PR Metropolitano de Palmas Raul Filho, foi sabatinado na manhã desta sexta-feira, 24, na sede da Associação Industrial e Comercial de Palmas (Acipa). O ex-prefeito e pré-candidato à Prefeitura de Palmas, fez breve apresentação das ações que contribuíram para o crescimento do município durante seu governo.

A carga tributária aplicada pela atual gestão de Palmas, além da retração da economia brasileira, foram pontos levantados na sabatina pelos empresários do setor automobilístico, Beto Lima e Klever Gonçalves. Eles acreditam que, a corrupção política é um dos principais fatores que entravam o desenvolvimento do país.

Raul Filho sustentou que, um país como o Brasil não pode usar uma crise econômica como entrave. “Isso tudo é consequência das concessões políticas, por isso aumentam os tributos, e quem paga são os comerciantes”, esclareceu o ex-prefeito alertando ainda que é preciso retomar os investimentos na construção civil e controlar os gastos dos governos. “Deixar de fazer política de favores, e controlar a contratação para o emprego público”, esclareceu.

A Reforma Tributária feita durante seu governo (2005 – 2012), foi um dos pontos que gerou esclarecimento para a classe empreendedora. “Não afetou os empresários e não metemos a mão no bolso da população. Palmas precisa rever essa carga tributária”, defendeu Raul, apontando ainda para o aumento da arrecadação pela atual gestão. “Começamos nossas obras com recursos próprios. Hoje, com o orçamento de mais de 1 bilhão, não foram feitas obras físicas impactantes para a Habitação, Saúde e Educação. O que vemos, são gastos e desperdícios desnecessários com viagens e despesas de luxo”, comparou.

VEJA TAMBÉM
Raul Filho e Vicentinho prestigiam lançamento da pré-candidatura de Dr. Yuri em Gurupi

Perguntado sobre o estacionamento rotativo, Raul Filho considerou a forma de implantação como “distorcido” e com apenas a intenção de arrecadar. Raul defende que deveria ser de forma filantrópica, destinando para associações como a de Pais, Amigos dos Excepcionais (APAE), que chegou a ser debatida no seu governo.

O empresário Elvio Quirino aproveitou a ocasião e fez um relato da tentativa de discutir com a equipe do atual de Palmas para algumas áreas do comércio, principalmente os estacionamentos. “Secretários arrogantes, isso afeta a democracia na cidade”, desabafou Quirino.

O representante da Associação Brasileira de Agências de Viagens ABAV-TO, empresário Rodolfo José Antunes, destacou o potencial turístico da capital e sabatinou Raul Filho sobre projetos para impulsionar turístico para Palmas. “Turismo de negócios é uma realidade. É preciso aflorar e colocar toda nossa riqueza turística em um calendário nacional, disse Raul reconhecendo que ainda é necessário investir em parques como o Cesamar. “Devemos explorar o lago, mas, precisamos ainda convencer as leis ambientais de que Palmas precisa explorar o Turismo por meio de suas belezas ambientais”, reconheceu Raul Filho.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Palmas (CDL) Davi Gouveia, defendeu a emoção e motivação do clima natalino para o comércio e destacou a importância do relacionamento institucional de um governo com as empresas de comunicação. “O clima natalino para motivar o consumo e a comunicação estreitando a relação com a sociedade”, explicou.

Raul Filho defendeu que na época, quando assumiu a cidade em 2005, existiam prioridades emergenciais. O ex-prefeito citou o plano de cargos, carreiras e salários dos servidores e até o controle das dívidas por falta de repasses para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na gestão anterior. “Saúde não tinha unidades com sede própria, tivemos que construir para a melhoria na oferta dos serviços. A Educação como todos reconhecem, foram construídas escolas para o ensino fundamental e infantil. Ainda tivemos compromissos com iluminação pública nas avenidas, duplicação da Teotônio Segurado sentido norte e sul, além de investimento em pavimentação de setores industriais e quadras residenciais. Foram essas infraestruturas emergenciais, que nos levaram ao crescimento naquela época”, detalhou.

VEJA TAMBÉM
Raul Filho avalia cenário para 2018, critica Miranda e Amastha e não descarta disputar Governo ou Senado

BRT – Questionado sobre o BRT (Bus Rapid Transit), Raul considerou arriscado a proposta atual, podendo dobrar o valor do bilhete para o usuário do transporte coletivo. “O atual prefeito está “patinando” ao agregar luxo a esse projeto, a ficha caiu, mas não quer assumir que errou”, desvendou.

Considerações finais – Raul Filho, cobrou um debate entre os candidatos, para que nada fique entre palavras vazias e que as informações sejam cautelosas e objetivas. “Quando assumi a prefeitura, Palmas era uma indústria de invasão. Acabamos com isso, construindo o maior programa de moradia da história de toda política da Capital, contemplando 8.050 casas para tirar muita gente da lona preta e ainda levar para uma escola de qualidade”, descreveu.

Por fim, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas (ACIPA), Kariello Coelho, agradeceu a presença do republicano Raul Filho e destacou a parceria político-privada para o desenvolvimento da Capital. “Espero que o próximo prefeito tenha uma equipe em consonância com a classe empresarial”, desejou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.