inss(5)

O Ministério do Trabalho e Previdência Social (MPTS) informou que já foi solicitada ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG) a abertura de um novo concurso público para o preenchimento de 7.051 vagas.

De acordo com a assessoria de imprensa do MPTS, no pedido foram requeridas 1.530 oportunidades para perito médico previdenciário, 1.894 para a função de analista e 3.627 para o posto de técnico do seguro social. O departamento de comunicação ainda reforçou que tais chances não se referem ao certame em andamento para técnico e analista.

Em março, quando saiu o decreto que alterou o Regulamento da Previdência Social (RPS), o ministro do MPTS, Miguel Rossetto, chegou a dizer que a expectativa do órgão é que o Planejamento libere o aval no decorrer de 2016. “O decreto e o concurso vão fortalecer nossa capacidade de acolhimento e atendimento às pessoas num momento de dificuldade quando estão afastadas do trabalho por questões de saúde ou por acidente”, enfatizou Rossetto.

Como o último processo seletivo está em andamento – o resultado das provas foi publicado no dia 20 de junho – tudo leva a crer que as vagas requeridas ao MPOG são para os municípios que não foram contemplados no edital.
CARGOS

A função de técnico do seguro social (3.627 vagas) se destina aos profissionais com certificado de ensino médio emitido por instituição reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC).

Já a colocação de analista do seguro social (1.894) aceita candidatos com nível superior em diversas áreas de atuação (serviço social, administração, engenharia, direito, pedagogia, psicologia, comunicação, ciências contábeis, arquitetura, letras etc).

Por fim, o emprego de perito médico previdenciário (1.530) exige graduação em medicina e registro regular no Conselho Regional de Medicina.

Incluindo o auxílio-alimentação de R$ 458, as remunerações oferecidas atualmente correspondem a R$ 5.344,87 para técnico, R$ 7.954,09 para analista e R$ 8.988,41 para perito.  Com informações JC Concursos

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.