210714_ext_arquivoUm homem, de 31 anos, que era pastor da IURD, foi vítima de latrocínio (roubo seguido de morte), na manhã deste domingo (26), na Zona Leste de São Paulo.

O crime ocorreu na Rua Afonso Porto, em Artur Alvim.

Segundo a polícia, o pastor estava em um carro com pacote que, provavelmente, tinha dinheiro.

Os ladrões levaram o pacote e atiraram na vítima, que não resistiu aos ferimentos. Ninguém foi preso até o momento e o dinheiro não foi localizado.

Preso

A Polícia Militar prendeu um homem que participou do assassinato do pastor evangélico Gonçalo Alves Neto, 31 anos, na manhã deste domingo (26) na Zona Leste de São Paulo.

O religioso havia acabado de sair da Igreja Universal, na região da Vila Nhocuné, em seu Volkswagem Gol. Minutos depois, na região de Artur Alvim, a vítima teve o veículo fechado por dois suspeitos que estavam num Fiat Siena.

Um dos bandidos atirou contra a vítima, que morreu ainda no local dos fatos. O outro bandido correu e pegou uma pasta com cerca de R$ 800. O dinheiro seria proveniente da igreja.

VEJA TAMBÉM
Suellem Lima testemunha livramento recebido pela família

De acordo com a polícia, testemunhas que viram o crime anotaram a placa do Siena usado pelos bandidos. Horas depois, a PM prendeu em flagrante José Elias de Souza Santos, de 20 anos. Ele foi levado para a delegacia e confessou participação no latrocinio – que o roubo seguido de morte. O comparsa de Santos continua foragido.

Via G1/SP

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.