“Fizemos pavimentação, eliminando a poeira, um dos maiores problemas sofridos pela comunidade, além da regularização fundiária que deu posse aos proprietários de seus terrenos naquela época”, lembrou Raul Filho
“Fizemos pavimentação, eliminando a poeira, um dos maiores problemas sofridos pela comunidade, além da regularização fundiária que deu posse aos proprietários de seus terrenos naquela época”, lembrou Raul Filho

O presidente do PR Metropolitano de Palmas, Raul Filho, comemorou em reunião de filiação com moradores das quadras 605 e 705 Sul, a decisão que suspendeu a execução da pena e consequentemente, o tornando elegível para pré-candidato à Prefeitura de Palmas, nas eleições de 2016. A liminar foi expedida pelo Superior Tribunal Justiça, na quarta-feira, 29.

Como pré-candidato a prefeito da Capital, Raul Filho, avaliou que um governo competente para governar Palmas, não precisa aumentar tantos impostos e passar a conta para a população pagar. “Isso são características de governantes incompetentes e que não conseguem impulsionar a economia sem onerar ainda mais os contribuintes”, analisou.

Raul Filho mostrou preocupação com o crescente número de desemprego na capital. Ele acredita que a falta de investimentos na construção civil, é que está afetando diretamente o crescimento do município. “Resolve Palmas, é primeiro ouvindo a sociedade e investir em infraestrutura, construindo escolas e creches. Reformar um grande prédio e propagar com efeito midiático que se resolveu tudo com isso, não é uma política de solução”, ironizou.

RAUL-FILPara os moradores da 605 e 705 Sul, Raul Filho lembrou a situação das quadras quando assumiu o governo em 2005. “Fizemos pavimentação, eliminando a poeira, um dos maiores problemas sofridos pela comunidade, além da regularização fundiária que deu posse aos proprietários de seus terrenos naquela época”, lembrou Raul Filho, das ações emergenciais promovidas pelo seu governo.

VEJA TAMBÉM
Câmara aprova projeto de Filipe Martins que dá título de Utilidade Pública ao Núcleo Ebenézer

O ex-prefeito de Palmas defendeu ainda o corte de gastos supérfluos, e clamou por investimentos em obras. “Só com gastos de viagens do atual prefeito, eu construiria uma creche e dava a ela condições de funcionamento, com alimentação e estrutura digna para nossas crianças”, comparou.

I Encontro de Filiação PR Mulher

O presidente do Partido da República na capital, Raul Filho, aproveitou o momento e reforçou o convite para o I Encontro de Filiação do PR Mulher, que acontece neste sábado, 2, a partir das 17h no auditório da Assembleia legislativa.

Raul destacou a importância de ingressar no processo político e tornar-se membro de um partido. “A política me fascina, faço com paixão. Se fossemos apolíticos, nos tornaríamos reclusos, por isso, devemos participar e filiar”, convidou.

Homenagens – Durante o evento serão homenageadas mulheres que desenvolvem ações e contribuem para a solução de problemas sociais. São elas:

Yette Nogueira Soares – Idealizadora do Projeto “Prontos para Voar”. Ela é Odontóloga e desenvolve em parceria com a comunidade ações para despertar a fase prematura da adolescência, com a tentativa de impulsionar o protagonismo juvenil, por meio de palestras, cultura e esportes.

VEJA TAMBÉM
PR realiza convenção partidária nesta sexta na Assembleia Legislativa

Neusa Maria de Oliveira – Ela é idealizadora da Casa Santa Rita de Cássia e faz um brilhante trabalho social para a comunidade da 704 Sul em Palmas.

Alice Alves de Oliveira Silva – Alfabetizadora há 40 anos, presta serviço à comunidade do Aureny II e do setor Santa Bárbara.

Maria Dalva Pereira de Sousa – Idealizadora do Projeto “Mamãe Noé”, na região Sul de Palmas.

O evento contará com a participação do senador Vicentinho Alves (PR); deputado federal Vicentinho Jr. (PR), vereador Lúcio Campelo (PR); Ivory de Lira, presidente do PPL-Palmas;  da presidente do PR Mulher-Palmas, Luana Rocha e da suplente de deputada estadual, Solange Duailibe.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.