Soldados israelenses em manobra militar que inclui infantaria, tanques e unidades de artilharia, na parte norte das Colinas de Golã, em 23 de junho de 2016 - AFP/Arquivos
Soldados israelenses em manobra militar que inclui infantaria, tanques e unidades de artilharia, na parte norte das Colinas de Golã, em 23 de junho de 2016 – AFP/Arquivos

O exército israelense atacou duas posições sírias em Golã, como resposta a disparos procedentes da Síria que atingiram a barreira de segurança instalada ao longo da linha de demarcação.

“Em resposta a disparos procedentes da Síria que atingiram a fronteira com Israel e danificaram a barreira de segurança, as forças de defesa israelenses responderam e atacaram duas posições militares sírias nas colinas de Golã”, afirmou à AFP a porta-voz do exército.

Israel e Síria continuam oficialmente em estado de guerra.

Desde a Guerra dos Seis Dias de junho de 1967, o Estado hebreu ocupa 1.200 quilômetros quadrados das colinas de Golã, cuja anexação em 1981 nunca foi reconhecida pela comunidade internacional. Os 510 quilômetros quadrados restantes estão sob controle sírio.

A linha de cessar-fogo em Golã permaneceu relativamente tranquila nos últimos anos, mas a situação ficou tensa desde o início do conflito sírio em 2011.

Em abril, o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu reconheceu que Israel havia atacado na Síria dezenas de comboios repletos de armas e destinados ao Hezbollah libanês, aliado do regime de Damasco e inimigo do Estado hebreu. Com informações Isto É

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.