293278_700x450Nesse domingo, 10, a Polícia Militar (PM) fechou uma rinha de galo localizada em uma fazenda, na zona rural do município de Tocantinópolis. No local, os policiais prenderam um aposentado de 79 anos e um estudante de 36 anos, além de apreenderam 19 galos, quatro esporas de fibra, dois bicos de metal, e uma balança eletrônica.

Os policiais militares da guarnição ambiental de Aguiarnópolis, que pertence ao Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA) receberam uma denúncia anônima informando que, nos fins de semana, na Fazenda Canário, pessoas se reuniam para realizar a prática conhecida como briga de galo.

Uma equipe de policiais militares se dirigiu à fazenda para averiguar a denúncia. Ao perceberem a presença policial, algumas pessoas fugiram e abandonaram os animais. Apenas dois indivíduos permaneceram no local e foram detidos.

Os suspeitos e o material apreendido foram encaminhados e apresentados na Delegacia de Tocantinópolis, onde foi lavrado um auto de infração aos envolvidos no valor de R$ 12.500. Os animais foram posteriormente entregues no Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas) de Araguaína.

VEJA TAMBÉM
Governadores aceitam acordo e estados terão carência de seis meses na dívida

O BPMA adverte que é crime praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, com pena/detenção, de três meses a um ano, e multa, conforme Lei Ambiental nº 9605/98.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.