Mês que vem, agosto, um vídeo do canal do Youtube “Não é Sério!TV” intitulado “Fingindo demônio na Igreja” completará dois anos que foi ao ar. Neste período, o vídeo já atingiu mais um milhão e meio de visualizações e provocou uma série de constrangimentos para ambas as partes.

sdsd
Jovem fingiu estar possesso em igreja e foi processado pela IURD. Foto: Reprodução

Bastante polêmico, o vídeo mostra o responsável pelo canal de humor fingindo estar possuído durante um culto da Igreja Universal do Reino de Deus. Com as mãos para trás, o rapaz conhecido como W. Amorim começa a falar grosso como se realmente estivesse possuído por demônios. Quando o pastor da Universal, vestido de branco, começa a fazer perguntas Amorim se solta e começa a dançar e cantar.

Sem entender o pastor percebe que é fingimento enquanto o rapaz sai pela igreja sendo seguido pelos obreiros. Um outro homem filma a ação pelo telão.

Screenshot
W. Amorim explica em vídeo como foi o processo movido contra ele pela igreja universal. Foto: Reprodução

Fruto da zombaria

No dia 02 de julho o humorista postou um vídeo em seu canal explicando o motivo de ter deixado de publicar vídeos no canal – Um processo pela brincadeira de mal gosto.

VEJA TAMBÉM
Ações sociais da Igreja Universal atenderam 11 milhões de pessoas no mundo em 2017

“Acontece que uma galera se sentiu ofendida por eu ter postado o vídeo, apesar de eu não ter divulgado a imagem de ninguém, teve algumas pessoas que se sentiram ofendidas e abriram processo contra mim na justiça mesmo”, explica W. Amorim.

Segundo o jovem, a acusação fez um “processo monstro” contra ele. “Tentaram colocar vários argumentos lá, várias coisas tentando me incriminar de alguma forma”.

Entretanto, o humorista disse que se saiu vitorioso no processo, pois a “justiça brasileira foi muito coerente e percebeu o quanto não havia ali uma real ofensa, eu não tive intenção nenhuma de ofender ninguém com aquele vídeo”.

Ao final do processo, o jovem disse que conseguiu fazer um acordo e sua pena foi prestar serviços comunitários.

Confira o vídeo onde o humorista conta sobre o processo e logo mais abaixo o vídeo onde fingiu estar possuído:

Com informações Gospel Geral