DA REDAÇÃO

Nando-1bO pré-candidato a Prefeito de Paraíso, Nando Milhomem (PV), tem se reunido com pastores, líderes evangélicos e católicos da cidade e defende que o segmento religioso, carente de políticas públicas, tenha mais respaldo da gestão municipal.

Um das propostas defendidas pelo parlamentar, já incluída no Plano de Governo Participativo é a realização do “Dia Do Evangelho” como forma atrair turistas e fomentar a economia da cidade com um evento de alto nível, valorizando o segmento religioso que só tem a atenção do poder público na Semana Santa. “Nossa Semana Santa é referência e a tradição precisa ser mais valorizada. Acredito que só essa ação é muito pouco para uma cidade do porte de Paraíso”, argumentou o pré-candidato.

O Dia do Evangelho já foi defendido na Câmara de Vereadores e incluído na proposta orçamentária por meio do Plano Plurianual 2014-2017, mas não foi executada pela gestão municipal. “Agora é pra valer. Queremos que Paraíso seja lembrada também por uma cidade com um segmento religioso forte e respaldado pelo Poder Público com ações que reúnam a maior gama de adoradores de Cristo mas com uma posição firme de enaltecer a fé dos cidadãos de Paraíso”, afirma o pré-candidato.

Outra proposta que está incluída no Plano é a criação do Departamento de Apoio e Assistência Eclesiástica na estrutura administrativa do município para facilitar e viabilizar a gestão dos recursos públicos para a valorização da cultura religiosa na cidade de Paraíso do Tocantins.

O projeto Louvor na Praça é mais uma proposta para levar o evangelho ao ar livre nos espaços públicos de Paraíso. Segundo o pré-candidato, as igrejas de Paraíso tem talentos que precisam ser divulgados e a comunidade precisa receber a palavra de fé e encorajamento para os dias difíceis. “As igrejas contribuem com a cidade mas elas querem ajudar mais. Chegou a hora do Poder Público fomentar essas ações para valorizarmos o ser humano e difundirmos o evangelho de forma constante pelos quatro cantos da cidade”, defendeu o pevista.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.