3812479967-igreja-na-india
Igrejas e casas de cristãos são destruídas, pastores e membros de igrejas espancados e até mesmo mortos

Depois da China, a nação mais populosa do mundo é a Índia, com mais de 1,2 bilhão de habitantes, que são regidos por um governo teoricamente democrático. Na prática, porém, nem sempre existe tolerância e respeito quanto à liberdade religiosa como deveria haver numa democracia, de um modo geral. É de se esperar uma grande diversidade de religião e até de cultura, diante de um número tão grande de pessoas, mas a sociedade indiana ainda está fundamentada no sistema de classificação de castas, o que define até mesmo o papel social dos cidadãos.

Quanto à crença dominante, os extremistas hindus afirmam que a Índia pertence a apenas uma religião, lembrando que o país tem fortes tradições tribais. O cristianismo tem sido sufocado das formas mais violentas, incidentes ocorrem quase diariamente. Igrejas e casas de cristãos são destruídas, pastores e membros de igrejas espancados e até mesmo mortos. Hindus que atacam cristãos e muçulmanos podem fazê-lo livremente por causa da impunidade judicial. Aqueles que deixam sua fé hindu são os mais pressionados.

VEJA TAMBÉM
Cristãos americanos acreditam que as pessoas são pobres por “falta de esforço”

Apesar do aumento da perseguição, a igreja cresce sem parar. A Índia que ocupava o 21º lugar na Classificação da Perseguição Religiosa de 2015, passou a ocupar o 17º em 2016. Em contrapartida, o número de cristãos que representa 2,3% do total da população (oficialmente), é muito maior extraoficialmente, chegando a 7%, de acordo com estimativas conservadoras. É interessante saber que um grande número de profissionais de diversas áreas e intelectuais estão se convertendo ao cristianismo em uma escala muito maior do que antes.

O crescimento da igreja na Índia representa também inúmeros desafios para a família de Cristo. Para a Portas Abertas, a maior preocupação é preparar esses novos cristãos para responder de forma bíblica aos ataques que, provavelmente, não cessarão tão cedo. Para a igreja global, esse é um tempo de oração e súplicas pelos irmãos indianos, para que permaneçam firmes em sua fé e cresçam na graça e no conhecimento da Palavra. Interceda por eles.