Um criminoso que fingia ser um fiel da Catedral do Divino Espírito Santo, em Bauru (SP), foi detido na quarta-feira (20) por furtar a caixinha do dízimo e doações dos fiéis. Segundo o padre, foram quase R$ 2 mil de prejuízo. O homem foi flagrado pela câmera de segurança instalada no local.

As imagens mostraram o ladrão em ação, pegando o dinheiro. Depois disso ele foi detido dentro da igreja pela Polícia Civil e levado para delegacia, onde confessou os furtos. (Veja o vídeo)

Foram apreendidos com ele R$ 455, um ponteiro de metal, uma pinça e uma chave. Como não houve flagrante, ele foi ouvido e liberado.

De acordo com o padre da igreja Marcos Pavan, o suspeito de 56 anos frequentava a missa no mesmo horário todos os dias, comungava, levava um terço nas mãos, fazia tudo como um fiel comum.

Mas quando o movimento diminuía, ele entrava em uma das salas da catedral, arrombava o cadeado do cofre onde fica o dinheiro do dízimo e outras doações, pegava o valor que estivesse lá dentro e trocava o cadeado do cofre.

VEJA TAMBÉM
Justiça penhora dízimo da Renascer para indenização de acidente em SP

Funcionários da igreja perceberam que não estavam conseguindo abrir o cofre, trocavam o cadeado e descobriam que não havia dinheiro lá dentro. Isso aconteceu várias vezes, até que, há um mês, o padre decidiu instalar câmeras na igreja.

Câmera registrou o suspeito entrando na sala onde fica o dinheiro (Foto: Reprodução / TV TEM)
Câmera registrou o suspeito entrando na sala onde fica o dinheiro (Foto: Reprodução / TV TEM)

Com informações G1

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.