a licitação deve ocorrer ainda este ano. Ao todo serão 38 lotes para pequenos produtores, que variam de 4 a 19 hectares, e um lote empresarial

O Governo do Estado, por meio da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro) e Secretaria do Planejamento e Orçamento preparam a última licitação do Projeto de Irrigação Manuel Alves, no município de Dianópolis, Região Sudeste do Estado. A licitação pública deve acontecer ainda este mês.

Ao todo serão 38 lotes para pequenos produtores, que variam de 4 a 19 hectares, e um lote empresarial, com infraestrutura irrigada para plantio de fruticultura. Para participar, os interessados devem concorrer a uma licitação pública e, posteriormente preencher alguns requisitos especificados no edital de licitação.

Para o diretor de Irrigação e Drenagem da Seagro, Carlos Spartacus é interessante divulgar sobre a licitação para que os interessados em adquirir os lotes possam providenciar os projetos para concorrer ao processo. “Também é uma oportunidade para que as pessoas visitem o projeto, conheçam o Distrito e ouçam as pessoas que já estão fixadas e produzindo, para que assim possam decidir se desejam ou não participar”, completou.

De acordo com coordenador de Apoio a Irrigação e Drenagem da Seagro, José de Assis Carolino, o projeto chega a sua capacidade máxima de ocupação por meio das licitações iniciadas, ainda em 2005. “Portanto, com essa nova licitação, estaremos concluindo mais uma etapa do referido projeto, encerrando, assim, o processo licitatório de interesse do Governo do Estado”, informou.

VEJA TAMBÉM
Com pedido de vistas, Recurso que pede cassação de Marcelo Miranda tem julgamento adiado no TSE

Manuel Alves

manoelNo projeto os produtores podem cultivar frutas como: abacaxi, banana, melancia, caju, mamão, manga, pinha, coco, goiaba, maracujá e potencial para plantio de uva.

O projeto hidroagrícola Manuel Alves está localizado nos municípios de Dianópolis / Porto Alegre, a 320 km de Palmas, é um dos maiores projetos de irrigação do Brasil, com uma área bruta de 8.348 mil hectares. Dividido em lotes variados, 199 para pequenos produtores e 14 lotes empresariais, que estão sendo explorados com fruticultura, por meio de métodos modernos de irrigação (gotejamento, microaspersão e aspersão convencional).