dsc_0111O Instituto Federal do Tocantins (IFTO) lançou concurso com 32 vagas para professores e técnicos administrativos. O edital foi publicado nesta terça-feira (2) no Diário Oificial da União. O maior salário é de R$ 8,6 mil para o cargo de professor doutor com um regime de trabalho de 40 horas semanais. Veja o edital.

Do total de vagas, 23 são destinadas a técnicos administrativos e nove para professores. Elas serão distribuídas entre as unidades do IFTO no estado. Segundo o instituto, as inscrições iniciam no dia 12 deste mês e seguem até dia 15 de setembro, no site do próprio órgão.

Há vagas em todos os níveis. As inscrições variam de R$ 60 para nível fundamental, R$ 75 nível médio, R$ 90 para técnico administrativo que exige formação superior e R$ 120 para professores.

Os salários variam conforme o cargo. Para técnico administrativo, a remuneração vai de R$ 1.739,04 a R$ 3.666,54 mais auxílio alimentação de R$ 458 e benefícios de acordo com a classificação da função pretendida.

VEJA TAMBÉM
Inscrição para vestibular do IFTO poderá ser paga com alimentos

Os professores serão selecionados para as áreas de administração, educação física, engenharia elétrica, história, letras/libras e sociologia. Para a jornada de trabalho de 20 horas semanais, o salário inicial é de 2.018,77, mais retribuição por titulação e auxílios. Para professor doutor, o valor pode chegar a R$2.983,59.

Já para a carga horária de 40 horas semanais, a remuneração inicial é de R$ 4.014 mais retribuição por titulação e auxílios. A soma pode alcançar o valor mensal de R$ 8.639,50, além do auxílio alimentação de R$ 458 para o cargo de professor doutor.

O candidato deve ficar atento, pois as provas escritas serão divididas em dois dias: 9 de outubro, para cargos de professores e técnicos administrativos de nível superior; e 16 de outubro, para cargos técnicos administrativos de níveis médio e fundamental. Vale destacar que as nomeações serão feitas a partir de janeiro de 2017.

Via G1

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.