aviao_cambe4
Barracão de transportadora pegou fogo após avião cair em Cambé (Foto: Reprodução RPC)

O dono da empresa Excellence Transportes, atingida por um avião de pequeno porte no início da noite de domingo (31) em Cambé, no norte do Paraná, Sérgio Tupo da Silva, disse ao G1 que por pouco a tragédia, que matou oito pessoas, não foi maior. “Cerca de 20 metros de distância dali estava tendo um culto em uma igreja. Acho que tinham umas 300 pessoas mais ou menos”, relatou o empresário.

O avião caiu no barracão da transportadora e atingiu um caminhão, que explodiu na sequência. No local, não foram registradas vítimas. Todos os ocupantes da aeronave, sendo duas crianças e o piloto e o copiloto, morreram na hora. As vítimas são parentes do presidente da Federação Nacional dos Trabalhadores Celetistas nas Cooperativas do Brasil (Fenatracoop), Mauri Viana.

“O avião deu no meio do barracão e bateu no nosso veículo. Então, eu acredito que se o caminhão não tivesse no local, a aeronave poderia ter atravessado o barracão e talvez ter atingido parte da igreja, que fica ao lado da transportadora”, contou Silva.

VEJA TAMBÉM
Amastha utiliza aeronave de empresário investigado pela Polícia Federal

O dono da transportadora contou ainda que não havia ninguém dentro do local. “Que tristeza esse tipo de coisa. Que susto tremendo. Agora é rezar para que a família das vítimas seja forte”, argumentou o empresário.

Avião emprestado

A assessoria de imprensa da Fenatracoop disse que a aeronave tinha passado por manutenção há pouco tempo e a documentação estava em dia.

A federação informou ainda que o avião estava cedido por empréstimo ao presidente da entidade Mauri Viana Pereira. A família saiu de Cuiabá, no Mato Grosso, com destino a Londrina.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.