ed_abacaxi
                  Foto de vendedores de abacaxi em oração no trabalho em MS ganha web

A oração no início de mais um dia de trabalho faz parte da rotina de quatro amigos vendedores de abacaxi, em Campo Grande, mas a atitude chamou a atenção de uma dentista que registrou o momento em foto. A imagem viralizou na internet.

O cruzamento das ruas Sebastião Lima e Rodolfo José Pinho é trajeto para o consultório da dentista Juliana Frigeri. Na última quinta-feira (28), a jovem registrou a cena que fez a diferença no caminho dela naquela manhã. Ela postou a imagem no perfil dela do Facebook. “Cena linda”; “por um mundo com mais pessoas assim”, publicou.

“Me surpreendeu. Equipe unida, jovem e em oração. Isso é muito positivo, porque eles vendem alimento e isso vai para dentro da nossa casa. Alimento abençoado, energias positivas”, resume Juliana.

A dentista saía da manicure e parou no semáforo ao lado do caminhão onde ficam os abacaxis para venda. Ela viu os vendedores orando e fotografou a cena, com consentimento deles, e publicou no Facebook.

“Eu fiquei parada no semáforo. Então, abaixei o vidro para fotografar e ouvi a oração. Pediam para que o Pai abençoasse o dia de trabalho deles”, conta Juliana.

VEJA TAMBÉM
Igrejas que recebem Marco Feliciano são pichadas em MS

Amigos

No dia seguinte à foto, o portal G1 esteve no local em busca dos jovens, mas só encontrou Rafael Escobar, de 18 anos. Ele é um dos quatro vendedores que aparecem na imagem feita pela dentista. Os outros jovens são Thiago, 25 anos, Benites, 24 anos, e Rafael Henrique, 17 anos. Eles se conheceram na igreja e trabalham juntos na venda de abacaxis há cerca de 2 meses.

Thiago já ganhava a vida com essa atividade há 8 anos e os demais entraram no negócio há pouco, uns por iniciativa própria e outros para ajudar o amigo. Rafael Escobar disse que a oração no começo do dia é rotina.

“Pra gente é uma coisa normal, que a gente faz todo dia. Muitas pessoas perderam hoje o hábito de ir à igreja, de falarem a palavra de Deus. Mas, é nosso costume fazer nossa premissa, entregar nosso dia a Deus e pedir para ele as proteções para que não aconteça nada com a gente na rua, porque é perigoso, que traga clientes e que abençoe o alimento que vendemos”, contou.

VEJA TAMBÉM
MP proíbe 'Pai Nosso' em escolas de Campo Grande- MS

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.