Em atendimento ao pedido do Ministério Público Estadual (MPE), liminar publicada nesta segunda-feira, 08, determinou que o Município de São Valério providencie, em um prazo de 48h, execute o serviço de transporte escolar integral, gratuito, contínuo, eficiente e seguro a todos os alunos da zona rural matriculados em sua rede de ensino, a fim de que os mesmos tenham acesso às escolas públicas do município.

A Ação Civil Pública que resultou na decisão liminar foi ajuizada pelo Promotor de Justiça Mateus Ribeiro dos Reis na última quinta-feira, 04, após pais de alunos terem comunicado que cerca de 11 crianças estavam sem poder frequentar a escola por falta de transporte escolar gratuito.

A zona rural onde residem os estudantes está situada no território do município de Peixe. Porém, o centro urbano fica distante cerca de 80 km daquela comunidade. “A vida das pessoas da região tem como referência a cidade mais próxima, que é São Valério, onde votam, fazem compras e suas atividades cotidianas”, comentou o Promotor de Justiça.

VEJA TAMBÉM
Após denúncia, MPE recomenda à empresa CapitalTur que garanta a gratuidade no transporte de idosos

Caso o município de São Valério não cumpra a decisão judicial estará sujeito a multa pessoal do prefeito municipal em R$ 1 mil por dia de descumprimento. (Com informações da Assessoria do MPE)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.