greve geral

“O Governo age conosco como se estivéssemos cometendo algum crime ou atitude indecorosa”, desabafa Cleiton Pinheiro, presidente do SISEPE-TO.

Por meio de nota o Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO) repudiou a atitude que chamou de “truculenta e arbitrária” do Governo do Tocantins, pela retirada dos adesivos da greve, colocados pelo sindicato nos órgãos públicos de Palmas. O sindicato alega que os adesivos foram retirados por ordem do governo.

Durante esta terça-feira (09), primeiro dia da greve geral, os servidores públicos estaduais do poder executivo se mobilizaram na Capital em frente a Secretaria Estadual de Administração reivindicando o pagamento dos retroativos da data-base de 2015 e 2016, e os adesivos que foram afixados nas portas dos órgãos para sinalizar a greve.

O SISEPE informou que um princípio de confusão foi gerado no IGEPREV e na Secretaria do Planejamento, em virtude da retirada dos adesivos. “As pessoas que estavam retirando alegaram que não era permitido colocar os adesivos”, alega a nota.

Cleiton Pinheiro, presidente do SISEPE-TO, diz que ficou  estarrecido em ver a forma como o Governo tem tratando o servidor. “Estamos fazendo nosso protesto de maneira pacífica e o Governo nem isso sabe reconhecer; age conosco como se estivéssemos cometendo algum crime ou atitude indecorosa. Em cada órgão nos quais os adesivos estão sendo retirados, o SISEPE-TO vai voltar e recolocar”, alertou o presidente. (Com informações da Assessoria de Comunicação do SISEPE-TO)

VEJA TAMBÉM
Terceira semana de greve dos servidores começa com protestos em Palmas

Confira nota na íntegra

REPÚDIO À RETIRADA DOS ADESIVOS

Comunicação Social – 09/08/2016

O SISEPE-TO vem a público REPUDIAR a atitude truculenta e arbitrária do Governo do Tocantins que está ordenando que sejam retirados os adesivos da greve, colocados pelo Sindicato nos órgãos públicos de Palmas.

Durante esta terça-feira, 09 de agosto, primeiro dia da greve geral pelo pagamento da data-base, o SISEPE-TO recebeu diversas denúncias sobre a retirada dos adesivos que foram afixados nas portas dos órgãos para sinalizar a greve.

Um princípio de confusão foi gerado no IGEPREV e na Secretaria do Planejamento, em virtude da retirada dos adesivos. As pessoas que estavam retirando alegaram que não era permitido colocar os adesivos.

“Ficamos estarrecidos de ver a forma como o Governo está tratando o servidor. Estamos fazendo nosso protesto de maneira pacífica e o Governo nem isso sabe reconhecer; age conosco como se estivéssemos cometendo algum crime ou atitude indecorosa. Em cada órgão nos quais os adesivos estão sendo retirados, o SISEPE-TO vai voltar e recolocar”, alertou Cleiton Pinheiro, presidente do SISEPE-TO.

VEJA TAMBÉM
Sindicatos buscam MP para forçar Governo a negociar a data-base

Ele aproveitou para dizer que o Sindicato está preparando um balanço parcial das informações sobre o primeiro dia da greve e deve divulgar até às 17 horas. “Vamos mostrar que, diferentemente do que foi informado pelo Governo, os serviços não estão funcionando e que a adesão só cresce”, explicou o presidente. (Assessoria de Comunicação SISEPE-TO, Ana Mariana Araújo)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.