Da Redação JM Notícia

César Halum defende que apoio a Claúdia Lelis foi tomada em conjunto
César Halum defende que apoio a Claúdia Lelis foi tomado em conjunto

Em respostas as acusações feitas pelo ex-presidente do PRB Palmas, Rui Simon, o deputado federal e presidente do PRB Tocantins César Halum garante que todas as suas decisões foram pensando no grupo. “Fiz o que foi preciso para assegurar aos candidatos segurança jurídica no registro de suas candidaturas”.

Halum informou ao JM Notícia que no dia 04 de agosto, o diretório metropolitano do PRB se reuniu com representantes da campanha da Claudia Lelis (PV) e acertaram uma composição, mas não aceitaram a vaga de vice. O presidente do PRB garante que não estava presente no encontro.

César Halum diz que no dia 05 de agosto, o grupo mudou de ideia e contou com o apoio dele. “Após isso, o até então candidato, Fabiano Parafusos, me chamou e comunicou que iria desistir de tudo por questões financeiras e emocionais, como ele mesmo disse em nota oficial”.

A decisão de apoiar a candidatura de Cláudia Lelis foi tomada em conjunto com os candidatos a vereadores do partido PRB, PROS, REDE e Solidariedade, conforme afirmou o deputado. “Entendo que um partido não é feito somente pelo candidato a prefeito e nós precisávamos viabilizar o registro da candidatura de 12 candidatos a vereadores, por isso reunimos os partidos PRB, PROS, Rede e Solidariedade, que até então apoiavam o Fabiano, para tomarmos uma decisão conjunta. Foram horas e horas de reunião e por fim decidimos por unanimidade continuarmos juntos em uma nova coligação: a de Claudia Lélis”.

VEJA TAMBÉM
Após Halum destituir Rui Simon, Valquíria Rezende assume a presidência do PRB da Capital

Sobre a troca da presidência do PRB de Palmas, Halum garante que fez o que foi preciso para assegurar aos candidatos segurança jurídica no registro de suas candidaturas. Sobre as acusações de Rui Simon, o presidente do PRB Tocantins questionou e destacou sua vida pública.

“Do que me acusam? Tenho 28 anos de vida pública sempre com transparência e conduta ilibada e foi assim que o “povo” me fez como seu represente em Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e Câmara Federal”, finalizou a nota enviada ao JM Notícia.

Entenda

O empresário Ruim Simon foi destituído da presidência do PRB da capital nessa segunda-feira, 08, e em seu lugar assumiu Valquíria Rezende. A legenda tinha candidatura própria à prefeitura de Palmas e em menos de 24 horas depois de ser homologada a convenção na Associação Tocantinense dos Municípios, o empresário Fabiano Parafusos anunciou desistência.

Rui Simon afirmou que foi usado covardemente: “Usaram o partido em Palmas de forma baixa. Em Araguaína, o Halum indicou seu irmão candidato a vice-prefeito da Walderez, candidata apoiada pelo governo”, disse Simon.

Confira Nota na Íntegra

No dia 04/08 o diretório metropolitano do PRB se reuniu com representantes da campanha da Claudia Lelis e acertaram uma composição, mas não aceitaram a vaga de vice. Eu não estava presente no encontro.

No dia seguinte mudaram de ideia e respeitando a decisão deles eu dei total apoio. Após isso, o até então candidato, Fabiano Parafusos, me chamou e comunicou que iria desistir de tudo por questões financeiras e emocionais, como ele mesmo disse em nota oficial.

Entendo que um partido não é feito somente pelo candidato a prefeito e nós precisávamos viabilizar o registro da candidatura de 12 candidatos a vereadores, por isso reunimos os partidos PRB, PROS, Rede e Solidariedade, que até então apoiavam o Fabiano, para tomarmos uma decisão conjunta. Foram horas e horas de reunião e por fim decidimos por unanimidade continuarmos juntos em uma nova coligação: a de Claudia Lélis (PV).

Imediatamente me reuni com os novos candidatos a vereadores e todos, sem exceção, apoiaram a coligação escolhida (inclusive emitiram uma nota afirmando o apoio). Com a desistência de Fabiano o PRB perdeu a cabeça, mas salvamos o corpo e membros que são nossos candidatos a vereadores.

Sobre a troca da presidência do PRB de Palmas, eu fiz o que foi preciso para assegurar aos candidatos segurança jurídica no registro de suas candidaturas. Todos as minhas decisões foram pensando no grupo.

Do que me acusam?

Tenho 28 anos de vida pública sempre com transparência e conduta ilibada e foi assim que o “povo” me fez como seu represente em Câmara Municipal, Assembleia Legislativa e Câmara Federal.

César Halum, Deputado Federal

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.