refeito criticou atuação deles em campanha e disse que, como deputado federal, em apenas um mandato, trouxe mais recursos para a cidade que os dois parlamentares juntos
Prefeito criticou atuação deles em campanha e disse que, como deputado federal, em apenas um mandato, trouxe mais recursos para a cidade que os dois parlamentares juntos

Em campanha pela reeleição em Araguaína, o prefeito Ronaldo Dimas criticou a postura política dos deputados federais César Halum (PRB) e Lázaro Botelho (PP). “Nos programas eleitorais, eles tentam incutir na cabeça do povo a ideia de que são responsáveis pelas obras federais em Araguaína, o que não é verdade.  Aqui temos recursos de vários parlamentares federais aplicados em obras importantes”.

Dimas criticou: “Em apenas quatro anos como deputado federal, trouxe mais recursos para a cidade que os dois parlamentares juntos. Eles são responsáveis por apenas 2,5% dos recursos captados e geridos pelo Município no período de 2008 a julho de 2016. Que mostrem serviço e compromisso com o Município e tragam mais. Tragam que eu aplico em obras de qualidade”.

Emendas parlamentares
Em 2016, cada deputado federal e senador têm direito a incluir no Orçamento da União o valor de R$ 15,3 milhões. O deputado César Halum destinou para Araguaína recursos no valor de apenas R$ 200 mil. E o deputado Lázaro Botelho destinou R$ 300 mil.

Em oito anos, o deputado Lázaro Botelho só destinou para Araguaína recursos no valor R$ 8,1 milhões. Já o deputado César Halum, apenas R$ 10,7 milhões. “Comparando-se com as obras de infraestrutura na cidade nos últimos três anos e meio, só a construção do Parque Cimba teve um investimento de R$ 2 milhões e 106 mil na primeira etapa do projeto”, acrescentou.

Emendas de Dimas
Já Ronaldo Dimas (PR), quando deputado federal, destinou em apenas quatro anos para Araguaína mais de R$ 40 milhões em recursos para obras importantes na cidade, que estavam paradas há 18 anos.

Dimas enviou verbas para a canalização do Córrego Neblina (R$ 9 milhões), duplicação da BR-153 (R$ 22 milhões), implantação da Escola de Medicina Veterinária e Zootecnia (R$ 3 milhões), revitalização da Avenida Cônego João Lima (R$ 1,2 milhão), além do Restaurante Popular (R$ 1 milhão) e reforma do Mercado Municipal (R$ 500 mil). E mais de R$ 7 milhões para pavimentação de bairros.

“Nos bairros, é uma vergonha a aplicação do recursos que destinei. Asfalto sonrisal, casca de ovo, e sem drenagem. Estou tendo que refazer tudo!”, apontou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.