“Levantei a bandeira de quem me traiu e traiu o povo. Estou aqui para tirá-lo [Amastha] de onde nunca deveria ter tomado posse”, disse Mamédio

O ex-superintendente de Igualdade Racial do governo Amastha, José Mamédio, declarou apoio à candidatura de Raul Filho (PR) a prefeito de Palmas. A declaração foi dada na noite desta segunda-feira, 5, durante reunião realizada pelo candidato a vereador Índio da Central Gesso, no setor Santo Amaro.

Mamédio afirma ter sido julgado e punido, classificado por ele como uma forma de preconceito institucional. “Levantei a bandeira de quem me traiu e traiu o povo. Estou aqui para tirá-lo [Amastha] de onde nunca deveria ter tomado posse”, declarou.

Citando perseguição política, Raul Filho fez um resumo de pessoas e instituições que foram pagas para derrubar sua candidatura. “Mas sempre confiei em Deus, e isso foi um processo natural das coisas, o sentimento nas ruas foi mais forte. Hoje estamos aqui com nossa candidatura e à frente nas pesquisas”, explicou.

“Fui inocentado na operação ‘João de B

Raul Filho garantiu apoiar os empresários do ramo alimentício, que contribuem para a geração de emprego e distribuição de renda, com seus quiosques
Raul Filho garantiu apoiar os empresários do ramo alimentício, que contribuem para a geração de emprego e distribuição de renda, com seus quiosques

arro’, quando em 2008 a Polícia Federal foi na minha residência e não encontraram nada que comprovasse e até hoje não conseguiram provar as acusações. A partir daí, decidi continuar sendo candidato”, acrescentou.

VEJA TAMBÉM
PR recebe 80 novos filiados durante 4º Encontro em Taquaralto

Quiosques
Raul Filho garantiu apoiar os empresários do ramo alimentício, que contribuem para a geração de emprego e distribuição de renda, com seus quiosques. “Não podemos retroceder, com perseguições ao empreendedor; devemos dar apoio tanto para o grande quanto para o pequeno investidor”, defendeu.

Asfalto Santo Amaro
O candidato a vereador Índio da Central Gesso criticou a atual gestão por fazer propaganda de obras inacabadas. De acordo com o candidato, o asfalto do Setor Santo Amaro ainda não foi 100% concluído, e os trabalhos continuam parados e “sem previsão para o recomeço”.

COMPARTILHAR