Da Redação JM Notícia

Para os educadores, Raul Filho, renovou o compromisso com os projetos para a classe educacional.
Em Palmas, após a implantação de radares, infrações de trânsito tiveram aumento de quase 400%.

O candidato a prefeito de Palmas, Raul Filho (PR), da coligação “Coragem pra fazer Diferente”, fez duras críticas ao trânsito e ao sistema de fiscalização hoje implantado em Palmas. Para Raul, o argumento do prefeito Carlos Amastha (PR) de que está organizando e punindo os maus condutores que provocam as mortes no trânsito não convence.

“Ele está obsessivamente provando a sociedade que o interesse dele não é educar o cidadão, o negócio dele é arrecadar. A política aqui é punitiva. E eu não vi nenhuma campanha educativa da prefeitura, tendo em vista tanta arrecadação, o que eu vi de mais educativo foi a contração de buffet”, ironizou o candidato ao caso da atual gestão ter contratado os serviços de buffet no valor de R$ 186.863,75, que seriam pagos com o dinheiro das multas de trânsito.

Multas
Em Palmas, após a implantação de radares, infrações de trânsito tiveram aumento de quase 400%. Os novos radares implantados em Palmas estão custando aos cofres públicos R$ 1,3 milhão de reais mensais. Na capital são 107 vias fiscalizadas por equipamentos eletrônicos, além de 10 câmeras de monitoramentos e quatros lombadas eletrônicas.

VEJA TAMBÉM
Prefeitura de Palmas homologa concurso para Procurador do Município

Em 2015, as multas renderam mais de R$ 4,8 milhões ao município e com a divulgação desse números de infrações registradas só no primeiro semestre de 2016, para o ano a arrecadação será ainda maior.

DADOS
Após um ano de implantação do novo sistema de monitoramento e fiscalização de trânsito na Capital, o número de infrações em Palmas aumentou em 396%. Esses dados são um comparativo entre o primeiro semestre de 2016, quando foram registrados 107.301 autos de infrações, com o primeiro semestre de 2015, que teve 27.506 infrações.

trânsito
Dados do Projeto Vida no Trânsito

Dentre as infrações mais cometidas pelos motoristas na Capital, transitar em velocidade a máxima permitida em até 20% lidera a lista com 53.548 infrações registradas. Em segundo lugar está avançar o sinal vermelho, com mais de 11 mil infrações, e em terceiro lugar com 6.600 infrações os motoristas deixaram de usar o sinto de segurança.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.