Prefeito-Amastha-40-B

Dezessete novos centros de saúde, 100% de atendimento em atenção básica, reforma da UPA Sul, construção da UPA Norte e construção de um ambulatório que terá capacidade de realizar cirurgias eletivas. Essas foram algumas das realizações da gestão de Carlos Amastha (PSB) na saúde de Palmas, nos últimos três anos e meio. “Muitos centros de saúde funcionavam em casas alugadas. Agora acabou! Tudo funcionando, lindo. Reformei a UPA Sul, que estava um desastre; construí a UPA Norte”, afirmou Amastha.

Hoje, as unidades oferecem conforto e comodidade aos pacientes e servidores. Os avanços do setor no município foram apresentados pelo próprio prefeito e candidato à reeleição pela coligação “Palmas Bem Cuidada” durante programa eleitoral. No programa, o prefeito foi a algumas das unidades de saúde para mostrar o funcionamento. “Prometi na campanha passada que ia melhorar bastante a saúde de Palmas. Visite nossas unidades de saúde e veja. Confira tudo, tudo mesmo”, pediu o prefeito.

RESPONSABILIDADES

Amastha também fez questão de esclarecer as responsabilidades da gestão municipal e a do governo do Estado na área da saúde. Conforme explicou, cabe à prefeitura o atendimento básico, do agente de saúde até as UPAs (Unidades de pronto atendimento) com emergência. “Atingimos 100% de cobertura com o [programa] Saúde da Família”, ressaltou.

VEJA TAMBÉM
Rafael e Melissa realizam culto em gratidão a Deus pela gravação do seu 1º CD após passar pelo coma

Já ao governo do Estado cabe atuar na manutenção e atendimento de hospitais, como no caso de Palmas, o Dona Regina e o HGP (Hospital Geral de Palmas. “O HGP está há quatro anos em reforma”, lamentou o prefeito.

AMBULATÓRIO

Amastha também esteve no Ambulatório de Atenção à Saúde, que tem área de mil metros quadrados. “Além das consultas com especialistas, vamos poder fazer cirurgias eletivas, aquelas que têm muita gente na fila do HGP esperando. Enquanto o governo não assume sua responsabilidade, a prefeitura avança nos compromissos com a população palmense”, disse.

Amastha também esteve no Centro de Fisioterapia na Aureny III, que oferece tratamento de qualidade. “Estamos fazendo outro na zona norte da cidade”, lembrou.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.