Luana lembrou que todas essas creches, quem conseguiu recursos, projetos e ordem de serviços para a execução foi o ex-prefeito Raul Filho
Luana lembrou que todas essas creches, quem conseguiu recursos, projetos e ordem de serviços para a execução foi o ex-prefeito Raul Filho – Foto: Antônio Gonçalves

A deputada estadual Luana Ribeiro (PDT) defendeu e pediu autoria para obras viabilizadas pela gestão de Raul Filho e inauguradas pela gestão atual. “É importante que se diga que as escolas de tempo integral, os Centros de Educação Infantil, inclusive essas inauguradas pela atual gestão, foram feitas ou iniciadas por você, Raul“. A cobrança da parlamentar foi feita na noite desta terça-feira, 6, em reunião política no Setor Morada do Sol I.

A deputada fez o discurso, durante lançamento da candidatura para vereador do presidente licenciado do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Tocantins (Sinpol), Moisemar Marinho.

Luana lembrou que todas essas creches, quem conseguiu recursos, projetos e ordem de serviços para a execução foi o ex-prefeito Raul Filho. “Isso foi feito em parceria com meu pai, o ex-senador João Ribeiro. O Amastha pegou o bonde andando e inaugurou algumas”, esclareceu.

Luana destacou também as Unidade de Pronto Atendimento (UPAs), construídas por Raul Filho. “Infelizmente o Raul inaugurou apenas a Sul, ficando a Norte – com as obras já bem adiantadas – para o atual gestor. Mesmo assim, Amastha demorou três anos para entregar à população”, lamentou.

VEJA TAMBÉM
Raul Filho, Cachoeira e mais 18 pessoas são denunciados por corrupção e organização criminosa

A deputada criticou também a deturpação do uso das câmeras de monitoramento da cidade – boa parte delas instaladas na gestão de Raul Filho. “Até as câmeras de monitoramento instaladas em Palmas pelo Raul, para auxiliar na Segurança Pública, estão sendo usadas para a indústria da multa. Infelizmente, não vejo qualquer campanha de educação para o trânsito”, frisou

Vende-se, aluga-se
Já Raul Filho mostrou preocupação com o crescente aumento das placas de “aluga-se” e “vende-se”, tanto em imóveis residenciais quanto comercias de Palmas. De acordo com o candidato a prefeito, a capital tornou-se cara para se viver, e prometeu fazer uma reforma tributária a partir de janeiro de 2017. “Vamos criar, imediatamente, incentivos tributários para empresários, tirando a corda do pescoço deles; apoiar o microempreendedor, desde o vendedor de água de côco até os quiosques com seus produtos alimentícios, e investir em infraestrutura com obras públicas, atraindo construtoras para gerar emprego e renda”, garantiu.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.