Prefeito destaca o turismo de negócios, o projeto Palmas Solar e garante que parcerias, como as campanhas promocionais do comércio, serão mantidas
Prefeito destaca o turismo de negócios, o projeto Palmas Solar e garante que parcerias, como as campanhas promocionais do comércio, serão mantidas

Em encontro com mais de 500 empresários e comerciantes, o prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB), apresentou um  raio-X das ações e evolução da cidade na área econômica que comprova a tese, segundo a qual a Capital conheceu sua vocação para turismo e negócios, com reflexos diretos na melhoria da economia. O encontro ocorreu na noite dessa terça-feira, 13, em uma casa de eventos da cidade.

Por mais de duas horas, o prefeito e candidato à reeleição pela coligação “Palmas Bem Cuidada” destacou projetos feitos em sua gestão, respondeu perguntas dos empreendedores e firmou compromissos para a próxima gestão. As informações tiveram o intuito de comprovar que a gestão atual fez o dinheiro circular na Capital com grandes eventos (culturais, esportivos e de negócios).

Ações

Amastha apresentou ações voltadas ao empreendedorismo, como, por exemplo, capacitação de Micro Empreendedores Individuais (MEIs), que receberam R$ 4,3 milhões em empréstimos do Banco do Povo, campanhas de estímulo à venda do setor varejista e atuação para abertura de mais de 4 mil vagas de trabalho.

Outro projeto apresentado por Amastha foi o “Palmas Sustentável”, um conjunto de propostas que vão desde urbanismo ao desenvolvimento da cidade com propostas focadas na sustentabilidade, como o BRT, na arte de mobilidade, e ações voltadas aos diversos segmentos produtivos no aspecto de competitividade.

O Palmas Solar, que prevê a troca da matriz energética de Palmas, foi outro destaque apresentado por Amastha. Baseado na lei complementar 327/2015, o programa estabelece incentivos ao desenvolvimento tecnológico com aproveitamento da energia solar na cidade. Incentivos fiscais são oferecidos para os empreendimentos que aderirem ao sistema fotovoltaico. Já pessoas físicas podem ter redução no valor do IPTU, por exemplo. “Nosso objetivo é trocar a matriz energética. Palmas, graças a Deus, tem um sol desses. Nada mais adequado aproveitarmos e transformar essa cidade em referência em energia fotovoltaica.”

Amastha ressaltou ainda o Conselho Desenvolvimento Econômico que atua com objetivo de fortalecer a classe empresarial, com destinação de percentual para o fundo, verba revertida a projetos municipais. “Nosso objetivo é não mexer nas conquistas obtidas. Máquina pública não pode prejudicar desenvolvimento econômico. Ela tem que ser grande indutor de desenvolvimento.”

Amastha fez um apelo aos empresários ao citar obras, serviços públicos e projetos que visam o desenvolvimento sustentável e mobilidade urbana de Palmas: “Me ajudem a construir uma cidade só, cidade bonita e de oportunidades. Uma cidade onde circula dinheiro, os empresários ficam felizes e a cidade se desenvolve de fato”.  (Com informações da Assessoria de Comunicação do PSB)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.