Por Marcos Lacerda

marcos-açailandoa
Marcos Lacerda é residente em Açailândia-MA, bacharel em teologia pelo IBADAM (Instituto Bíblico da Assembleia de Açailândia-MA)

Êx 20. 25. E se me fizeres um altar de pedras, não o construirás de pedras lavradas; pois se sobre ele levantares o teu buril, profaná-lo-ás.

Altar é um elevado para se cultuar a Deus. No mesmo era colocado os sacrifícios e servia como ponto de contato entre o adorando e o adorado. A Bíblia está repleta deles, principalmente na era patriarcal, e o mesmo nos traz lições de comunhão, eternização de um momento histórico e adoração entre o adorando e o adorado.

Há altares  de todos os tipos e modelos e para todas as divindades. Mas há um altar pernicioso e mui perigoso. Deus proibiu expressamente sua construção. Ele não é feito de ouro, prata, ou madeira. Mas sua fabricação consiste em pedra polida.

O que há de tão nocivo em um altar feito com pedras bem trabalhadas? Aparentemente nada. Muitos até recomendam sua fabricação em larga escala. No entanto, no altar de pedra a imagem que reflete não é a do Deus que  nele é adorado, mas a imagem do adorador.

VEJA TAMBÉM
A igreja que Deus não suporta - Por Marcos Lacerda

Muitos autólatras, preocupados com os holofotes e aplausos estão construindo altares para se promoverem. Querem se tornar o centro das atenções. Quem tem que aparecer no altar é Deus!

Não nos esqueçamos do nosso Senhor que mesmo sendo Deus não exaltou a si mesmo, mas adquiriu forma de servo (Fp 2.7). Outrossim, quando formos influenciados por este sentimento egoista façamos como João Batista:É necessário que ele cresça e que eu diminua (Jo 3.30).

Marcos Lacerda é um jovem casado com Sílvia Lacerda, residente em Açailândia-MA, bacharel em teologia pelo IBADAM (Instituto Bíblico da Assembleia de Açailândia-MA), conferencista internacional e escritor do livro Segredos do Pentateuco.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.