IMG-20160916-WA0006

O candidato a prefeito Walter Junior, da coligação “Compromisso e Respeito por Você”, participou nesta quinta-feira, 15, do encontro político realizado pela Fieto (Federação das Indústrias do Estado do Tocantins) e afirmou que irá reduzir a burocracia para abertura de empresas, orientar os pequenos empresários a participarem das licitações da Prefeitura e também reduzir impostos que atualmente inviabilizam Gurupi.

“Hoje Gurupi tem uma alíquota do Imposto sobre Serviços de 5%, enquanto Palmas e Araguaína cobram menos. Não há motivos pra isso e vamos reduzir esse imposto. Minha gestão será parceira dos empresários, as entidades representativas estarão presentes no Conselho de Desenvolvimento Econômico que vou criar junto com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico”, declarou.

Walter Junior também declarou que irá rever o valor de avaliação dos imóveis de Gurupi, que atualmente, não correspondem com a realidade. “Hoje um imóvel que vale R$ 100 mil é avaliado por R$ 200 mil pela Prefeitura, o que faz com que o cidadão tenha que pagar o dobro do imposto que deveria. Isso está inviabilizando negócios e vamos mudar isso”, afirmou.

VEJA TAMBÉM
Pesquisa aponta crescimento de Cláudia Lelis à Prefeitura de Palmas

Walter Junior também apresentou propostas para que os pequenos empresários possam vender para a Prefeitura. Walter Junior afirmou que os empresários terão a disposição a “Sala do Empreendedor” para tirarem dúvidas e receberem orientação de como poderão se tornar fornecedores da Prefeitura.

Distrito Industrial

Walter Junior também propôs ligar o atual Distrito Industrial de Gurupi ao Pátio Multimodal da Ferrovia Norte-Sul em uma via que será também utilizada por veículos pesados que serão desviados do centro da cidade, diferente do ocorre atualmente.

O candidato afirmou que pretende fortalecer a cadeia produtiva, valorizando a produção local, incentivando a instalação de novos empreendimentos visando modificar a realidade atual de exportação de matérias primas brutas. “Para gerar empregos, precisamos industrializar nossa produção aqui”, frisou.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.