Da Redação JM Notícia

Screenshot
Família foi morta durante acidente na rodovia BR-364 em Rio Branco (Foto: Arquivo da família)

Uma tragédia no trânsito envolvendo uma família de evangélicos e mais outras duas pessoas que aconteceu no último final de semana comoveu o Acre. Uma família inteira morreu em um acidente, no domingo (18), que ocorreu na BR-364 sentido Porto Velho (RO) Rio Branco. Em um dos carros que colidiram contra o caminhão, estavam o emendador de cabos Rony Sandro da Silva, de 39 anos, a mulher dele, a atendente de telemarketing Samirene Simão, de 33, e os filhos, Ana Kevelkyn Simão, de 13 anos, Ane Kemellyn Simão, 9, e  Kaio Davi Simão, 8 anos.

acidente1
Acidente envolvendo 2 carros e um caminhão aconteceu na tarde deste domingo (18) (Foto: Reprodução/WhatsApp)

Rony Silva também era praticante de Taekwondo há 16 anos e, desde 2014, dava aulas gratuitas a 150 jovens em um projeto social no bairro Wilson Ribeiro, na capital acreana.

De acordo com informações do portal G1, os familiares contaram que Samirene tinha passado o domingo na casa da mãe, em Vila Campinas, interior do Acre. Mais duas pessoas que estavam no caminhão morreram, mas ainda estão sem identificação. A Polícia Rodoviária Federal informou que somente o laudo deve esclarecer as causas do acidente e não passou mais detalhes.

VEJA TAMBÉM
Morre em grave acidente cantora Tais Mendes e família
Screenshot (1)
Samirene Simão morreu ao lado do marido e três filhos (Foto: Arquivo da família)

Ainda muito abalada, a irmã Samirene, Jaqueline Simão, conta que a última pessoa que teve contato com as vítimas foi sua mãe. Ela conta ainda que eles sempre tentavam se reunir na casa da mãe e disse que a família ficou destruída com a tragédia.

Família evangélica

Os cinco eram evangélicos e eram muito queridos por todos além de serem vistos como uma família exemplar. “Eles já estavam voltando para casa, quando o acidente aconteceu. A família está acabada, porque sempre procuramos estar juntos. Eles são evangélicos e não sabemos ainda o que pode ter acontecido”, lamenta.

Um amigo que trabalhava com Silva, Leonardo Teixeira, de 31 anos, conta que o emendador era acostumado a pegar a estrada, devido ao trabalho nas cidades do interior do estado. Ele relembra que recebeu a notícia por grupos de WhatsApp e quase não acreditou.

“A gente começou a ligar para o telefone da mulher, quando alguém do IML [Instituto Médico Legal] atendeu e nos informou do acidente. Uma tragédia, o Rony era uma pessoa maravilhosa, uma pai de família exemplar. Uma tragédia”, desabafa.

VEJA TAMBÉM
'Foi a mão de Deus que me livrou', diz sobrevivente do acidente que matou 11 em MG

A mãe de Samirene disse ainda que a família era unida e eles sempre estavam próximos. “O Rony nunca deixou faltar nada para os filhos e para ela. Era um marido exemplar. Agora vamos receber cinco corpos, um já é doído, imagina cinco”, finaliza.

A direção do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) informou que ainda há um paciente, que não teve o nome divulgado, internado e que passou por cirurgia na região do abdômen e segue estável. A direção deve divulgar uma nota mais específica ainda nesta segunda (19).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.