A candidata também falou dos ataques que sofreu do candidato Raul (PR), e José Roberto (PT),
A candidata também falou dos ataques que sofreu do candidato Raul (PR), e José Roberto (PT),

Durante Sabatina realizada na noite dessa terça-feira, 20, na Sede AOB Tocantins, pela Associação dos Servidores Públicos Municipais (Assemp), a candidata do PV, Cláudia Lélis, reafirmou seu compromisso com a Classe para implantar uma jornada diária de seis horas  corridas de trabalho aos servidores do município de Palmas.  A candidata já havia feito esse compromisso com os servidores em um de seus programas eleitoral.

Claudia Lélis foi bastante aplaudida quando anunciou a redução da carga horária para seis horas e também a criação de um plano de saúde municipal.

“O servidor precisa ser valorizado e assim que assumir a gestão municipal vou conceder esses benefícios aos servidores que fazem a máquina pública funcionar. Sou a favor dos servidores, pois quando eles estão valorizados, seu trabalho rende muito mais”, declarou Claudia.

Os candidatos responderam perguntas sobre redução de impostos e tributos, PCCS, plano habitacional, condições de trabalho, auxílio alimentação dentre outros. No total, doze perguntas foram feitas aos candidatos.


Ausência
Dos cinco candidatos que disputam a eleição para prefeito de Palmas, apenas Carlos Amastha (PSB) não compareceu e foi bastante vaiado pelos participantes, quando anunciaram sua ausência. A organização do evento também criticou a não participação do candidato.

VEJA TAMBÉM
Em último comício que reuniu cinco mil pessoas no setor Santa Bárbara, Cláudia Lélis diz que não existe mais grupo “A ou B”

“Estamos debatendo propostas e expondo nossas idéias para uma classe que é fundamental para a gestão municipal e o candidato Amastha simplesmente não compareceu, lamentável para o processo democrático e principalmente para a classe de servidores”, declarou Claudia Lélis. 

A candidata também falou dos ataques que sofreu do candidato Raul (PR), e José Roberto (PT), “meus adversários tentam me responsabilizar sobre todas as ações do governo estadual, mas não estão conseguindo, pois a população sabe o papel do vice-governador numa gestão”, lembrou Claudia, em referencia a assuntos como valorização do servidor e data base.

COMPARTILHAR