A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) – Regional Nordeste IV, divulgou por meio de nota, uma Carta Pastoral, na qual incentiva a participação da população nas eleições, para que assim os municípios brasileiros e o Brasil como um todo seja “um país democrático, sem corrupção, socialmente igualitário, economicamente justo, ecologicamente sustentável, sem violência, discriminação, mentiras e com oportunidades iguais para todos”.

Na carta, há uma crítica sobre a participação partidária de padres. “A participação partidária dos padres conflita com a sua missão própria de configuração do Cristo Pastor. Assim como o leigo não pode substituir o pastor, o pastor não pode substituir os leigos e leigas no que lhes compete por vocação e missão”, diz o documento.

  • Foto: PantokratorArcebispo de Teresina, Dom Jacinto BritoArcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito

No entanto, incentiva a candidatura dos cristãos que tiverem vocação para o cargo. “A Igreja Católica não assume nenhuma candidatura, mas incentiva os cristãos leigos e leigas, que têm vocação para militância político-partidária, a se lançarem candidatos. Queremos motivar os cristãos leigos e leigas, inspirados na fé que vem do Evangelho, para assumir, de acordo com sua vocação, competência e capacitação, serviços nos Conselhos de participação popular, como o da Educação, Saúde, Criança e Adolescente, Juventude, Assistência Social, etc.”, afirma outro trecho.

VEJA TAMBÉM
CNBB emite nota de repúdio contra exposições que vilipendiaram símbolos cristãos

A mensagem foi assinada pelo Arcebispo de Teresina, Dom Jacinto Brito e pelos bispos de Parnaíba, Picos, São Raimundo Nonato e administradores Diocesanos de Oeiras, Floriano e Campo Maior. com informações http://www.gp1.com.br/

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.