pastor-marco-feliciano
As 6 perguntas básicas de uma pregação da Palavra de Deus

Seguimos nossos estudos em Homilética, ciência teológica que auxilia na construção da pregação da Palavra de Deus, abordando desta vez algumas perguntas básicas que devem ajudar na exposição da Bíblia.

Como já foi dito, estes estudos não anulam a inspiração do Espírito Santo, mas servem de auxílio para a organização dos pensamentos e exposição dos mesmos em um discurso religioso.

Neste estudo você aprenderá como utilizar as 6 perguntas básicas para a organização da pregação da Palavra de Deus e como evitar erros comuns na exposição da Bíblia Sagrada em um discurso religioso.

Como a essência da Homilética é a seleção, organização e exposição da pregação da Palavra de Deus por meio do ministro, esses estudos servem apenas para auxílio dos leigos na organização dos pensamentos e ideias que serão transmitidas durante a pregação.

Continue lendo este artigo para aprender sobre:

1. As 6 perguntas básicas de uma pregação;
2. Como usar cada pergunta para a pregação;
3. Qual o objetivo das perguntas básicas;

AS 6 PERGUNTAS BÁSICAS DE UMA PREGAÇÃO

No nosso artigo sobre “Os tipos de pregação para quem quer começar hoje”, ensinamos que existe três formas de desenvolver a Pregação Textual. Na forma Analítica, observamos que o pregador deve colher as informações gerais do texto bíblico e buscar apresentar sua mensagem de forma a considerar o conteúdo principal do texto.

Além disso, observamos que para a construção deste tipo de pregação, era preciso aprofundamento nas informações. Desta forma, para melhor análise das informações, orientamos a utilização da técnica de comunicação que constrói a observação a partir das perguntas:

“O quê?” – O fato ocorrido.
“Quem?” – O personagem envolvido.
“Quando?” – O momento do fato.
“Onde?” – O local do fato.
“Como?” – O modo como o fato ocorreu.
“Por quê?” – A causa do fato.

Essas seis perguntas, conforme observamos, são úteis para análise do texto bíblico e estudo do conteúdo a ser desenvolvido para a pregação da Palavra de Deus. Mas essas perguntas são úteis em todos os tipos de pregação, bastando apenas à análise coerente de cada uma delas para a organização das informações que serão apresentadas durante a pregação.

COMO USAR CADA PERGUNTA PARA A PREGAÇÃO

A pregação deve responder cada uma das seis perguntas básicas para atingir seu objetivo fundamental, que é a exposição da Palavra de Deus. Essas perguntas devem nortear sua mente durante a construção do esboço da pregação. O objetivo da pregação deve ser responder cada uma destas perguntas.

Esse tipo de técnica auxilia na construção de todos os tipos de pregação, seja expositiva, temática ou textual. Vejamos como usar cada pergunta para a pregação:

“O quê?” – O fato ocorrido. A primeira pergunta a ser utilizada deve responder, fundamentalmente, qual o fato ocorrido que envolve a pregação. Essa pergunta serve para introduzir o assunto a ser abordado.

Para responder essa pergunta, o pregador deve pesquisar sobre o assunto que o Espírito Santo lhe inspirou a transmitir e extrair o máximo de informações. Essas informações devem ser compostas das seguintes etapas:

a. Definição – A pregação deve ter o assunto definido, facilitando a pesquisa em torno deste assunto. O pregador deve definir o que será exposto e fazer um resumo lógico desta definição.

b. Explicação – É preciso fazer uma explicação sobre o assunto, pois muitas vezes a interpretação do mesmo é difícil para o ouvinte, sendo necessário que o pregador entenda qual a rela intenção da exposição daquele assunto, facilitando o desenvolvimento da pregação.

“Quem?” – O personagem envolvido. Esta pergunta tem o objetivo de expor informações sobre o personagem envolvido no assunto. Desta forma, o pregador deve buscar apresentar informações sobre o personagem (ou personagens) envolvidos no assunto a ser abordado na pregação.

“Quando?” – O momento do fato. Fatos históricos são bastante úteis para a contextualização da pregação. Entender o período histórico deve ajudar na melhor compreensão da mensagem bíblica.

“Onde?” – O local do fato. O cenário do contexto do assunto é outra informação importante, pois ajuda a entender mais sobre a cultura da época e evita que o pregador erre na exposição de textos bíblicos descontextualizados.

“Como?” – O modo como o fato ocorreu. Esta pergunta é um elo entre o desenvolvimento da pregação e a conclusão da mesma, que é onde deve ocorrer o clímax. Ao buscar responder esta pergunta, o pregador deverá contextualizar o assunto e demonstrar como o fato ocorrido interfere diretamente no período atual.

“Por quê?” – A causa do fato. Aqui se encontra o clímax da pregação. Todas as outras perguntas serviram para desenvolver uma ordem lógica que conduziria o ouvinte a este ponto máximo da exposição da Palavra de Deus. É aqui que o objetivo da mensagem deve ser apresentado.

Por exemplo:

Por que Jesus morreu na cruz? Para salvar os nossos pecados e nos trazer salvação.

Por que devemos aceitar a Jesus? Pois somente desta forma seremos salvos da condenação.

QUAL O OBJETIVO DAS PERGUNTAS BÁSICAS

Lembre-se, as perguntas básicas para a pregação da Palavra de Deus tem o objetivo de auxiliar na organização dos pensamentos a ser transmitidos através da exposição no discurso religioso.

Ou seja, as perguntas são ferramentas auxiliares para que o pregador não fuja do assunto ou perca o objetivo da exposição da Palavra de Deus. Através delas o pregador terá maior segurança para estudar e apresentar a mensagem inspirada pelo Espírito Santo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.