enemCerca de 130 estudantes de Palmas participam, nos dias 29 e 30 deste mês, de um simulado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Eles são alunos do Centro de Ensino Médio (CEM) Castro Alves e da Escola Estadual Novo Horizonte e fazem parte do cursinho preparatório ofertado pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), em parceria com a Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc).

A prova será aplicada no CEM Castro Alves com início previsto para as 13h e término às 17h.  No primeiro dia os estudantes farão as provas das áreas de Ciências Humanas e suas Tecnologias e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias. No segundo dia, serão avaliadas as áreas de Matemática e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, além da redação. A aplicação será acompanhada pelos técnicos da Seduc e da UFT.

Conforme o gerente de Projetos Educacionais da Seduc, Júlio César Rocha, as provas seguirão os mesmos moldes do exame oficial “inclusive em relação aos horários com fechamento dos portões ao meio dia”, revela. Segundo ele, com base nos resultados do simulado, será realizado um reforço na semana que antecede a prova oficial. “Os alunos vão receber os cadernos de respostas já na segunda-feira seguinte para uma revisão em cima dos pontos mais críticos, visando sanar as dúvidas dos estudantes antes do Enem. Eles também terão acesso ao gráfico do desempenho”, explica.

Padu

O Programa de Acesso Democrático à Universidade (Padu) é um preparatório para o Enem criado em 2010 pela Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Assuntos Comunitários (Proex) da UFT. A proposta se baseia no princípio da responsabilidade social e na preocupação com a igualdade de acesso à universidade.

Cerca de 20 acadêmicos de diferentes cursos ministram as aulas aos estudantes do ensino médio, ofertadas pelo Padu, na plataforma digital da UFT. O objetivo do programa é auxiliar os educandos de baixa renda a se prepararem para a avaliação que é a principal porta de acesso à universidade.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.