Para Ministério Público, ela e mais dez montaram esquema fraudulento no Maranhão
Para Ministério Público, ela e mais dez montaram esquema fraudulento no Maranhão

Por esquema que causou um rombo de mais de 400 milhões de reais aos cofres públicos do Maranhão, o Ministério Público do estado ofereceu denúncia contra onze pessoas, entre elas a ex-governadora do Maranhão, Roseana Sarney.

Segundo o Ministério Público, entre as ações da organização criminosa, foram realizadas compensações tributárias ilegais, reativação de parcelamento de débitos de empresas que nunca pagavam as parcelas devidas e contratação irregular de empresa de tecnologia da informação, para garantir a continuidade das práticas delituosas.

Ainda de acordo com o MP, os gestores do período de 14 de abril de 2009 a 31 de dezembro de 2014 ignoraram os procedimentos característicos da administração pública ou simplesmente deram sumiço a eles após praticarem os crimes.

Na ação, o MP aponta que a organização criminosa contava com a permissão de Roseana Sarney, em virtude de ter autorizado acordos judiciais baseados em pareceres ilegais dos procuradores-gerais do Estado, além de ter nomeado para cargos em comissão 26 terceirizados da empresa envolvida, para que desempenhassem na Sefaz as mesmas funções para as quais já estavam contratados pela empresa.

VEJA TAMBÉM
Mais de 12 mil pessoas são esperadas no COMMADA no Maranhão; Pr. Genival Bento é o preletor

A reportagem tentou contato com a assessoria de Roseana Sarney, mas ninguém atendeu aos telefonemas.

Confira ainda, no Repórter Amazônia desta quarta-feira (2): obras no aeroporto de Cuiabá foram suspensas; vítimas de desabamento de gruta são veladas no interior do Tocantins. E no interior do Pará, hospital mantém horta com restos de comida que iam para aterro sanitário.
O Repórter Amazônia é uma produção da Rede de Rádios Públicas da Amazônia e vai ao ar, de segunda a sexta-feira, às 18h30 pela Rádio Nacional da Amazônia. Agência EBC

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.