whatsapp_videochamada_android_iphone
Não é preciso pagar nada para usar as chamadas de vídeo, assim como as demais funcionalidades do aplicativo.

Usuários do WhatsApp têm mais uma opção para se comunicar com os amigos: as videochamadas, que são ligações com vídeo similares às oferecidas pelo Skype e pelo FaceTime, um recurso nativo do iPhone. A nova função estava em teste e agora foi liberada para os celulares com Android, iOS e Windows Phone.

De acordo com o escritório do WhatsApp no Brasil, a atualização “pode levar alguns dias” para chegar a todos os usuários. Não é preciso pagar nada para usar as chamadas de vídeo, assim como as demais funcionalidades do aplicativo.

O aplicativo conta atualmente com 1 bilhão de usuários ativos mensais no mundo. Dados do ano passado mostraram ainda que 100 milhões de brasileiros utilizam o WhatsApp, o que mostra o potencial de um novo recurso de comunicação.

A principal dúvida fica por conta das condições da internet 4G e 3G no Brasil. Este tipo de ligação combina áudio e vídeo – conteúdo normalmente mais pesado –, o que pode se tornar um gargalo para quem utiliza conexões mais lentas.

Em conversa com TechTudo, o responsável pela novidade, Manpreet Singh, disse que o WhatsApp adapta a videochamada às condições da rede. “Nós podemos fazer chamadas de qualidade superior quando há conexão melhor e também podemos reduzir a qualidade quando a conexão está ruim”, disse.

Função de chamada de vídeo foi liberada primeiro para quem tem o WhatsApp Beta, versão de testes do mensageiro (Foto: Reprodução/ Aline Batista)
Função de chamada de vídeo foi liberada primeiro para quem tem o WhatsApp Beta, versão de testes do mensageiro (Foto: Reprodução/ Aline Batista)

Quando questionado especificamente sobre o funcionamento da função no Brasil, Singh afirmou que o aplicativo “não pode garantir que chamadas de vídeo irão funcionar em todos os lugares do mundo, mas estamos trabalhando para que ele funcione nos mais diversos ambientes possíveis”. A empresa não informou qual é a velocidade ideal para uso do videocalling porque “o serviço ainda não foi lançado e testado no mercado”.

TechTudo

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.