Escola de onde o menino fugiu na quinta-feira (17) (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Escola de onde o menino fugiu na quinta-feira (17) (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Um menino de 11 anos desapareceu em Araguaína, norte do Tocantins, depois de fugir da escola na tarde da última quinta-feira (17). Segundo funcionários, Cauã Lima do Nascimento pediu para tomar água e saiu por um portão da Escola Municipal Leia Raquel Dias Monteiro, no bairro Vila Ribeiro.

O Conselho Tutelar da cidade foi acionado e a Delegacia da Criança e do Adolescente de Araguaína disse que a mãe do menino já registrou o desaparecimento, e investiga o caso. Porém, ainda não há pistas do paradeiro da criança.

“É muita coisa para o coração de uma mãe. Eu peço, quem tiver com ele me devolva. Não faça mal com ele porque é só uma criança”, disse a mãe do menino, Erlanilda Maria do Nascimento.

A diretora da escola diz que não houve falha na segurança. O menino teria aproveitado que o vigia estava no portão de entrada dos estudantes e saiu pelo portão dos funcionários, que estava aberto.

“Ele fez o retorno por trás da instituição e saiu, mas ninguém viu. O rapaz estava no portão da frente recebendo os demais alunos. A gente acredita que não houve essa falha”, disse Edna Maria.

A professora do garoto disse que nunca teve problemas com o menino. “Tem postura normal de um aluno comprometido e interessado, não é indisciplinado. Nunca tive problemas com ele”, conta Avânia Lúcia Alves.

A escola encaminhou oficio ao Conselho Tutelar explicando a situação. “Após o fato, a gente fez uma busca pessoalmente nas redondezas. Comunicamos aos pais e fizemos um relatório para encaminhar ao conselho”, contou a diretora.

O G1 procurou o Conselho Tutelar, mas as ligações não foram atendidas.

G1TO

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.