O pré lançamento foi realizado em São Paulo na terça (22), no Shopping Center Norte. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)
O pré lançamento foi realizado em São Paulo na terça (22), no Shopping Center Norte. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

Com a proposta de usar uma história de amor para despertar a fé em seu público, o filme “Para Sempre” entrou em temporada de pré-lançamento nos cinemas do Brasil. A exibição do filme foi realizada em São Paulo na noite desta terça-feira (22), no Shopping Center Norte.

Nas duas semanas que precedem o lançamento oficial, que será no dia 8 de dezembro, uma turnê de pré exibição irá marcar 11 capitais do país, segundo informou o pastor Gilsemar Silva, diretor da Canzion Brasil, distribuidora do filme no país.

O longa conta a história de Michael e Michelle (Stephen Anthony Bailey e Madison Lawlor), que vivem uma história repleta de amor e fé. Mas o sonho do jovem casal de ter um futuro juntos é interrompido quando Michael é diagnosticado com uma forma rara de leucemia. Eles agora enfrentam circunstâncias que vão testar os limites do seu amor e da sua fé.

Baseado em fatos reais, “Para Sempre” teve mais de 14 anos de pesquisa antes de ser filmado. Bonnie Boyum, mãe do protagonista da trama, foi quem iniciou o sonho de filmar história da luta da família contra a leucemia. Bonnie, também colaborou nas pesquisas junto ao diretor e roteirista do longa, Michael Linn.

Com produção feita pela Linn Productions e Gateway Films, o longa foi rodado em apenas dois meses e de forma autêntica, registrando vários locais onde muitos fatos aconteceram, como o hospital, as casas das famílias e a igreja nas cidades da região de Minessota, nos Estados Unidos.

Cinema cristão como ferramenta

Segundo o cantor Peter Quintino, os filmes cristãos são ferramentas não só de evangelismo, mas de edificação dos cristãos. “Tudo é válido para o Reino e para a glória de Deus, desde que o foco esteja correto. O cinema, a música e todo tipo de arte cristã são para a glória de Deus”, disse ele em entrevista.

Cantor Peter Quintino. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

Para o pastor Francisco Everton, idealizador da Expoevangélica, o cinema tem sido um canal usado por Deus para levar o Evangelho às pessoas que não iriam a uma igreja. “No momento em que ela vê na tela algo que se encaixe em sua vida, esse testemunho de fé pode transformá-la profundamente. Então a pessoa passa a acreditar em algo, principalmente porque o ‘Para Sempre’ não é ficção, é baseado em uma história verdadeira. Isso eu acho que é mais profundo”.

Pastor Francisco Everton (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

O saxofonista e produtor musical Esdras Gallo acredita que a Igreja perdeu muito tempo buscando explicações entre o que era certo e errado. “Mas a gente está vendo o nascimento de uma nova geração que não tem problema algum com isso e trata a revelação da palavra de Deus com seriedade e responsabilidade”, observa. “Quando a Igreja usa tudo o que tem em mãos e faz isso de uma maneira coerente, ela tem condições de entrar nos lares, trazer reflexão e mais do que isso, apontar um caminho”.

Pastor Esdras Gallo. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

Segundo a esposa de Esdras, a pastora Ana Gallo, as ferramentas de entretenimento como o cinema e a música levam o foco para Cristo. “Se você ver os últimos filmes e eventos musicais, percebemos que eles atraem pessoas e as aproximam de Jesus. Perder o foco acontece depois. Na hora de evangelizar, o foco está mais acertado do que na hora de perpetuar as pessoas dentro da igreja”.

Pastora Ana Gallo. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)

Falta investimento dentro das igrejas em relação ao cinema e, de acordo com o pastor Washington Luiz da Silva, da Comunidade Boas Novas, esta é uma questão de cultura. “Talvez o pessoal não despertou ainda para isso, porque nós temos muitas coisas boas. Mas acho que o maior problema é não ter a cultura [do cinema nas igrejas] — não tendo cultura, não vai ter investimento. Mas eu acho que nós vamos chegar lá”.

Pastor Washington Luiz da Silva. (Foto: Guiame/Marcos Paulo Correa)a

Guiame

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.