O parlamentar também citou em seu discurso a recomendação do Ministério Público Estadual (MPE) à Prefeitura de Palmas que suspenda o contrato de prestação de serviços de monitoramento e fiscalização de trânsito
O parlamentar também citou em seu discurso a recomendação do Ministério Público Estadual (MPE) à Prefeitura de Palmas que suspenda o contrato de prestação de serviços de monitoramento e fiscalização de trânsito

Na sessão desta terça-feira, 6, o vereador professor Júnior Geo exaltou o importante papel da Polícia Federal nas investigações que apuram fraudes em licitações para a construção do Bus Rapid Transit (BRT). “ Após o depoimento do prefeito, espera-se que as investigações sejam ainda mais detalhadas e que os culpados sejam rapidamente punidos”, enfatizou Geo.

O parlamentar também citou em seu discurso a recomendação do Ministério Público Estadual (MPE) à Prefeitura de Palmas que suspenda o contrato de prestação de serviços de monitoramento e fiscalização de trânsito, por indícios de ilegalidades no processo licitatório do contrato. “São tantas multas aplicadas que chega o natal e não se sabe se compra presentes pra família ou se paga  as multas. Não se sabe se come ou se paga multas. É questionável um número exorbitante de multas quando pensamos no benefício da empresa contratada”, explicou Junior Geo.

Aprovações

Na mesma sessão foram aprovados mais três requerimentos solicitados pelo parlamentar.  Uma das demandas trata de informações sobre o cronograma de execução das obras da Unidade Básica de Saúde, localizada na quadra 1304 Sul.  A segunda aprovação requer a retomada das obras de pavimentação asfáltica da Rua 13 de maio, no Setor Jardim Aureny II.

VEJA TAMBÉM
Júnior Geo comenta sanção de lei de sua autoria para beneficiar alunos deficientes

No terceiro requerimento aprovado, o vereador pediu novamente que seja feita a recuperação asfáltica da Avenida LO 05. Na ocasião, o vereador Pastor João Campos pediu para subscrever os requerimentos apresentados pelo vereador professor Junior Geo.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.