Da Redação JM

Senadora Kátia Abreu (PMDB)
Senadora Kátia Abreu (PMDB) aparece na lista de delator da Odebrecht

A ex-ministra da Agricultura, senadora Kátia Abreu (PMDB), figura na lista de Cláudio Mello Filho, ex-responsável pela área de Relações Institucionais da Odebrecht, maior empreiteira do país. Além da senadora Kátia Abreu, Mello Filho citou ainda mais de 50 políticos, entre eles, o presidente Michel Temer, ministros Moreira Franco (RJ, secretário do Programa de Parcerias e Investimentos), Eliseu Padilha (RS, ministro-chefe da Casa Civil) e os senadores Romero Jucá (RR) e Renan Calheiros (AL), presidente do Senado, senador Ciro Nogueira, Eduardo Cunha (PMDB), Jaques Wagner, ex-ministro.

 

Segundo o delator, ele não conhecia a senadora na época e classificou sua ligação em busca de apoio como um “absurdo” e que Marcelo Odebrecht teria “desmentido” Kátia sobre ter autorizado entrar em contato com Cláudio Melo Filho. O delator conta que Marcelo disse ter pedido a Fernando Reis (presidente da Odebrecht Ambiental) para fazer o apoio. “Sei que o apoio foi realizado porque José Carvalho Filho (seria outro executivo da Odebrecht) intermediou o encontro entre Mário Amaro (diretor-presidente da Foz Saneatins, controlada pela Odebrecht Ambiental) e uma pessoa indicada pela senadora. Não sei precisar o valor”, diz trecho da delação.

VEJA TAMBÉM
Senadora Kátia Abreu diz ser contra qualquer reajuste salarial para o servidor público

No trecho sobre a Kátia, Filho ainda disse que a conheceu quando já era ministra da Agricultura em um encontro junto com Marcelo Odebrecht e Luiz de Mendonça (presidente da Odebrecht Agro na época.

Ao jornal O Globo, Kátia Abreu teria dito: “não existe a menor possibilidade de haver uma menção negativa a meu respeito.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.