Segundo Carlesse, é um sonho antigo daquela população, principalmente dos agricultores e produtores agrícola.
Deputado Mauro Carlesse apresenta emendas no orçamento estadual para região sul

O deputado estadual Mauro Carlesse (PHS), apresentou ao projeto do orçamento estadual para 2017, várias emendas para a área de infraestrutura que serão destinadas a região sul do estado. Por meio dessas emendas será possível impulsionar o desenvolvimento de toda a região.

O montante chega a R$ 91.000.000,00, valor este destinado à construção de estradas, reforma e ampliação de infraestrutura esportiva, pavimentação de rodovias e vias urbanas e edificações públicas.

As emendas já foram encaminhadas para a Comissão de Finanças, Tributação, Fiscalização e Controle e aguarda o parecer do relator.

 Dentre as obras previstas, estão a:

– Pavimentação de ruas e avenidas na cidade de Gurupi no total de 200 mil m², da rodovia TO-181com implantação de obras de arte, ligando os municípios de Araguaçu a Novo Planalto-GO, com extensão de 54km;

– Implantação de obras de arte, terraplanagem e preparação de base: na TO-481 com extensão de 76km, ligando Dueré ao distrito do Capão de Côco em Lagoa da Confusão; na TO-491 com extensão de66km, ligando as cidades de Peixe e são Salvador até o entroncamento da TO 296 e na TO-483 com extensão d e36,8km, ligando os municípios de Figueirópolis a Sucupira;

VEJA TAMBÉM
Carlesse recebe presidente nacional do PHS em reunião com os eleitos do partido

-Construção do Terminal Rodoviário de Gurupi e Cariri;

-Término das obras de terraplanagem e preparação de base da TO-365, ligando Gurupi a Ipueiras, com extensão de 113km;

-Construção da cobertura de arquibancadas do Estágio Rezendão em Gurupi;

– Reforma do Ginásio de Esporte Idonizete de Paula em Gurupi.

 Importante salientar que o deputado incluiu estas metas na revisão do PPA – Plano Plurianual para o período 2016-2019.

 Segundo Carlesse, é necessária a união de esforços e mobilização das forças políticas e empresariais da região sul do estado para que estas propostas sejam efetivamente aprovadas pela comissão e que os recursos sejam alocados, viabilizando a concretização das obras que beneficiarão diretamente a população.

 O orçamento estadual deverá ser submetido à apreciação do plenário, tão logo seja analisado e aprovado nas comissões.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.