benniEle é chamado de “o maior avivalista do mundo e amigo do Espírito Santo”. A promessa do pregador é de uma “nova unção para o Brasil”

Em 2016 vários casos estranhos envolvendo o evangelho e as igrejas no país causaram polêmica pelos fatos que o cercaram. Vamos começar a mostrar alguns desses aqui

Leia o primeiro abaixo, que causou muita crítica por parte dos fieis:

O conhecido pregador Toufik Benedictus “Benny” Hinn, esteve neste ano de 2016 no Brasil promovendo suas Cruzadas de Milagres novamente. Geralmente atrai multidões.  Foram três eventos diferentes em fevereiro.

O primeiro foi no Rio de Janeiro no Maracanãzinho com entrada grátis. O segundo em Balneário Camboriú (SC) numa conferência para pastores e líderes com ingressos a 200 reais. Já o terceiro no Estádio do Canindé, em São Paulo, cuja entrada franca foi um quilo de alimento.

A Polêmica

Quando os eventos começaram a ser anunciados, uma igreja, de Balneário Camboriú, divulgou que cobraria preços diferenciados, dependendo da proximidade com o palco. Assim como acontece em apresentações de astros da música, quanto mais perto um fã quer estar de seu ídolo, mais caro precisa pagar.

Um mapa chegou a ser mostrado nas redes sociais com setores. Cada um tinha um preço. O setor amarelo, bem em frente ao palco, teria 200 lugares, custando R$ 1.000 cada cadeira.

Logo atrás vinha o setor verde: R$ 700, com 300 lugares disponíveis. Em seguida os setores azul, vermelho e pink, com 500 lugares cada, os preços eram R$ 500, R$ 380 e R$ 280, respectivamente. Se a igreja estivesse cheia, o total arrecadado seria R$ 990.000,00.

VEJA TAMBÉM
Aumento do nº de ateus no País já preocupa Igreja Católica

Rapidamente a igreja promotora do evento começou a ser criticada nas redes social. Por isso, mudou os planos. Após isso o ingresso teve preço único de: R$ 200.

Área VIP do Congresso

Em São Paulo, a presença de Benny Hinn foi o destaque dentro do 8º Congresso Fogo de Avivamento para o Brasil, promovido pelo controverso apóstolo Agenor Duque, da Igreja Plenitude do Trono de Deus. O evento teve uma versão de um dia apenas no Rio de Janeiro.

No vídeo promocional, Hinn era chamado de “o maior avivalista do mundo e amigo do Espírito Santo”. A promessa do pregador era de uma “nova unção para o Brasil”.

O material de divulgação insiste que os participantes serão como os 7 mil que não dobraram seus joelhos a Baal, numa referência ao relato bíblico de 1 Reis 19. Curiosamente, o estádio do Canindé tem capacidade para 21 mil pessoas e o Maracanãzinho para 11 mil.

Para os participantes do congresso haveria a possibilidade de sentarem na chamada “Área VIP”. Assim como iria acontecer em Santa Catarina, os assentos mais perto do palco possuem um preço diferenciado.

VEJA TAMBÉM
Comissão do impeachment é instalada; Rosso é o presidente e Jovair o relator

Considerando que são mil cadeiras, o valor arrecadado seria de um milhão de reais. O site do evento esclareceu que os que adquirisse esse ingresso “teriam a oportunidade de participar de um almoço com o Pr. Benny Hinn, Apóstolo Agenor Duque e Bispa Ingrid Duque” em São Paulo. Para os que fossem no Rio de Janeiro, o bilhete daria direito a um “café da manhã com o Pr. Benny Hinn, Apóstolo Agenor Duque e Bispa Ingrid Duque”.

A cobrança de mil reais em SP e no RJ também gerou polêmica, mas o Apóstolo Duque, acostumado com controvérsias manteve o preço. Pelo que se sabe, a única mudança no evento é que o cantor Paulo César Baruk cancelou sua apresentação após ver o material de divulgação, alegando que não condizia com que a igreja o informou na assinatura do contrato. Com informações Jornal do País

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.