REDAÇÃO

ze-roberto-tocantins
” Contamos com amplo apoio e vamos trabalhar para ter uma unidade “, deputado Zé Roberto

O deputado estadual Zé Roberto participou neste sábado (17) do Encontro Estadual de Dirigentes Petistas e Eleitos pelo Partido dos Trabalhadores na Câmara de Vereadores de Palmas. Na ocasião, o parlamentar anunciou oficialmente o seu nome para pleitear a presidência estadual da sigla.

O encontro possibilitou a discussão sobre o  6° Congresso Estadual com data para os dias 25 e  26 de março, onde será realizado o processo de Eleição Direta (PED). Também foi discutido a conjuntura nacional, a organização do partido, além de realizar uma fala especifica para os  prefeitos, vice-prefeitos e vereadores eleitos pela sigla. “Para nós, é muito importante que a gente faça esse empoderamento, discuta e ajude os companheiros que foram eleitos a fim de cumprir nosso papel de apoiar as lutas das trabalhadoras e dos trabalhadores em cada município e Estado”, considerou Zé Roberto.

“Lançamos a candidatura a presidente estadual do partido. Contamos com amplo apoio e vamos trabalhar para ter uma unidade a fim de que possamos ser eleitos com grande votação e fazer as mudanças políticas e organizacionais de que o partido precisa para enfrentar tempos difíceis”, anunciou o parlamentar.

VEJA TAMBÉM
Em manifestação, Malafaia critica PT e diz que o povo vai colocar "essa cambada pra fora"

Zé Roberto explicou que o golpe realizado contra a presidenta Dilma Rousseff veio para atacar todas as conquistas sociais que se multiplicaram pelo país nos últimos anos. “Estão em risco todas as nossas garantias sindicais, trabalhistas e previdenciárias. O Partido dos Trabalhadores tem de ser a voz que ajuda os trabalhadores a se organizarem rumo à garantia de direitos. É nesse sentido que lançamos o nome com o intuito de preparar o partido para enfrentar todos esses desafios”, afirmou.

Para o parlamentar, a situação do Estado também é outro tema a se tratar. “Estamos vivendo um momento grave, em que praticamente todas as obras do governo do Estado estão paralisadas por não ter dinheiro da contrapartida para dar continuidade. São escolas, estradas, pontes e, na minha avaliação, há um enorme vazio político, não há nenhuma condição política de caminhar para uma solução junto a esse governo. Então, cabe a nós do partido liderar um processo para conseguir dialogar com a população e achar uma alternativa com vistas a fazer esse enfrentamento”, concluiu.

VEJA TAMBÉM
Zé Roberto defende acordo para pagamento da data-base a servidores do Estado

Estiveram presentes ao encontro o vice-presidente do PT nacional, Jorge Coelho, o deputado federal Rubens Otoni (PT-GO), a deputada estadual Amália Santana, a secretária estadual de movimentos populares, Eutália Barbosa, o vice-prefeito de Porto Nacional, Ronivon Maciel, a vereadora de Araguaina, Silvinha, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins (Sintet) e da Central Única dos Trabalhadores (CUT-TO), José Roque, a secretária estadual de organização do PT, Márcia Barbosa, entre outras lideranças políticas e de movimentos sociais e sindicais.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.