Da Redação JM Notícia – Ricardo Costa

cgadb
Denúncias de supostas fraudes no processo eleitoral da CGADB devem vir à tona

É com muita tristeza que escrevo este post, pois não queria me ater a essa polêmica que desgastou nos últimos anos a imagem da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), já que um acordo foi firmado recentemente para acabar com tais disputas eclesiásticas envolvendo o pastor Samuel Câmara e o atual presidente da CGADB, pastor José Wellington Bezerra da Costa, envolvendo os números de inscritos da última eleição que reconduziu pastor José Wellington à CGADB.

Na época, a disputa terminou nos tribunais, e a CGADB sendo condenada a pagar mais de R$ 10 milhões de reais por descumprimento de decisão judicial, pois os comprovantes de inscritos que poderiam mostrar a lisura do processo eleitoral não teriam sido apresentados à justiça.

Com o acordo, Samuel Câmara retirou a ação que condenava a CGADB, no entanto, os comprovantes de inscritos não foram apresentados ao público.

samuelPois bem! Pode vir à tona na próxima semana, segundo fonte do JM Notícia, denúncia sobre o atual processo eleitoral que está em vigor e se encerra no dia 09 de abril de 2017. Há fortes indícios de que entre os quase 31 mil inscritos aptos a votarem em 2017, há inscritos que estão mortos, outros desligados da Convenção Geral, e outros que nem sabiam que estavam inscritos.

Se confirmado tal ação, alguém poderá responder por crime de falsidade ideológica, formação de quadrilha e demais crime tipificados pela justiça brasileira por quem comete tais atos etc. Isso é muito grave!

CANDIDATOS

Concorrem ao cargo de presidente da CGADB, os seguintes candidatos:

Pastor José Wellington Júnior, presidente da Casa Publicadora das Assembleias de Deus

Pastor Samuel Câmara, Líder da Igreja Mãe em Belém –PA

Pastor Cícero Tardim – presidente da Assembleia de Deus Alto Piriqui –PR,

TERMO DE ACORDO

 

VEJA TAMBÉM
Pastor Antonio Xavier integra Comissão de Reforma do Credo da AD no Brasil

 

 

 

 

 

TERMO DE ACORDO 1

VEJA MAIS 

CGADB: Líderanças selam a paz em acordo histórico realizado no RJ ; Pr. Samuel Câmara é reintegrado

CGADB é multada em R$ 9 milhões após descumprimento de ordem judicial

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.