Unidades foram entregues no setor Lago Azul 4, em Araguaína

Cerca de mil famílias do Lago Azul 4 receberam as chaves da casa própria nessa quarta-feira, 11, em Araguaína. A entrega foi feita pelo senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), que na ocasião representou o ministro das Cidades, Bruno Araújo, e do prefeito Ronaldo Dimas. A solenidade contou também com representantes da Caixa Econômica Federal (CEF), secretários municipais e outras autoridades locais e do Estado.

As unidades foram construídas por meio de uma parceria entre o Governo Federal, através da CEF e Prefeitura de Araguaína. No total, mil casas foram entregues. São casas com dois quartos, sala, com cozinha, banheiro, área de serviço, com cerâmica e forro.

Em discurso, o senador Ataídes Oliveira relatou sua infância pobre às margens do Rio Araguaia. “Meu pai era meeiro, aos 11 anos de idade eu não tinha sentado em uma cadeira de escola e nem tinha calçado uma botina no pé. Fui para o sul de Goiás e estudei. Lamentavelmente, quando meu pai faleceu, eu ainda não tinha dado conta de dar uma casa a ele. Sei o que é não ter um teto para morar” conta.

Na ocasião, o senador também anunciou a entrega de mais mil casas populares, mil cartões reformas e 20 milhões para pavimentação asfáltica em Araguaína. “Agora nós viramos Governo e podemos trazer muitos benefícios para o Tocantins,” pontuou.

O senador também detalhou sua luta junto ao presidente Michel Temer, para colocar dinheiro no mercado e fomentar a economia do Brasil. “Em três coisas ele já me atendeu. Dar andamento às obras paralisadas, o cartão reforma (que destina até cinco mil reais, a fundo perdido, para reforma ou ampliação de residências) e na regularização fundiária de assentamentos rurais e urbanos. Vamos trabalhar firme para regularizar seu lote ou sua casa e botar o documento na mão de vocês”, finalizou.

Logo após o evento, Ataídes atendeu a imprensa local e reuniu-se com os vereadores do PSDB, em Araguaína. (Da assessoria do senador Ataídes Oliveira).

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.