Da Redação JM Notícia – Dermival Pereira

Senador Ataídes Oliveira (PSDB)
Senador Ataídes Oliveira (PSDB)

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO), voltou a criticar a Saúde Pública do Estado na manhã desta segunda-feira, 16, em publicação feita em sua página na rede social facebook. No poste o senador afirma que “minha luta pela melhoria no sistema público de Saúde do Tocantins não é de hoje. Acompanhe aqui, todas as fotos, matérias divulgadas pela imprensa e documentação protocolada do pedido de intervenção federal que solicitei ao ministro da Saúde, Ricardo Barros, ainda no ano passado. Repassem!”, afirma o senador na publicação.

Ainda no ano passado, o senador anunciou que pediria intervenção na Saúde do Estado. Na época,  Ataídes chegou afirmar que a Saúde do Tocantins “vive um caos sem precedentes” e criticou a administração estadual, “o HGP serve laranjas para pacientes, sem comida, algo deplorável por parte dessa gestão, se é que podemos chamar esse desgoverno de gestão”, disse o senador à época.

Antes da visita do Ministro da Saúde, Ricardo Barros (PP), ao HGP, o senador esteve no local para uma visita técnica. Na oportunidade, ele reuniu se com a Diretoria do órgão para obter informações do hospital e sobre a qualidade do atendimento, época em que teceu duras críticas a gestão da Saúde. “Pacientes, médicos e outros profissionais estão sendo vítimas da negligência e da omissão do Estado, a Saúde está na UTI”, disparou.

Na semana passada, quando o ministro Ricardo Barros esteve no Tocantins e visitou o HGP, Ataídes voltou a pedir intervenção na Saúde. Ele disse que os recursos para manutenção dos atendimentos via Sistema único de Saúde (SUS), no HGP são escassos, porém, o problema que inviabiliza o maior hospital do Tocantins está muito mais relacionado à falta gestão do que de orçamento. “Conheci e conversei com servidores muito comprometidos e também ouvi relatos muito tristes de pacientes que esperam, há mais de 30 dias por cirurgias ou até mesmo um leito adequado. Isso me faz enxergar que se trata de um problema de gestão e falta de habilidade em gerir”, disse o senador.

Recursos para Saúde
Na sexta-feira, 12, quando o ministro da Saúde esteve no Estado, ele anunciou a liberação de R$ 68,2 milhões para serem investidos na Saúde do Estado. Desse total, segundo informado pelo próprio ministro, R$ 63,9 dizem respeito a emendas parlamentares e R$ 4,3 milhões serão destinados a custeio anual de serviços de saúde nos municípios do Tocantins.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.