Presidente da Câmara, Vereador Folha Filho, faz convocação de vereadores

Da Redação – Dermival Pereira

A Câmara de Vereadores de Palmas está em recesso parlamentar, e pelo Regimento da Casa, as sessões ordinárias só devem voltar a acontecer no dia 5 de fevereiro, mas uma convocação feita pelo presidente da Casa, vereador José do Lago Folha (PSD), deve antecipar o retorno dos vereadores aos trabalhos. A primeira convocação foi feita nessa segunda-feira, 16, e vai até o dia 31, e abre prazo para que os partidos formem os blocos e indiquem os membros que irão concorrer cargos nas comissões permanentes.

“Nós antecipamos os debates sobre a formação dos blocos e das comissões, e nesse primeiro momento, os partidos já podem fazer esse debate e indicar os nomes, no dia 26, queremos reunir novamente para fazer essa apresentação, isso vai agilizar o processo e adiantar o inicio dos trabalhos”, afirmou.

De acordo com o presidente, após a formação dos blocos e das comissões. Ele pretende convocar sessões extras para apreciar vários processos do Executivo que tramitam na Casa. “Os projetos não podem ser votados antes da formação das comissões, mas assim que concluirmos essa etapa, vamos concentrar todo esforço para votar esses projetos que são de grande importância para a cidade”, declarou.

VEJA TAMBÉM
Sem quórum, Câmara de Vereadores suspende votações: oposição critica ausência da base de Amastha
Câmara de Vereadores deve antecipar trabalhos

Folha pontou que hoje, existem cerca de 32 projetos do Executivo, em tramitação na Casa, aguardando votação. “Temos o projeto da Planta de Valores (Este, se aprovado, só passará a valer em 2018) que não foi votado no ano passado, o Habita Palmas, o Palmas Solar, o projeto do Esporte e o Orçamento que não foram votados no ano passado, dentre outros”, afirmou o presidente.

Maioria nas comissões
Questionado se ele e o Executivo irão concentrar esforços por mais espaços nas comissões, já que no ano passado, vários projetos do Executivo foram barrados ainda nas comissões que tinham como membros, a oposição em sua maioria, (Caso dos projetos que revisava a Planta de Valores de Palmas, e dos que reajustava as taxas de coleta de lixo e de iluminação, que nem chegaram a ser discutidos na Comissão de Finanças da Casa), Folha disse que a “oposição e situação já estão definidas, não tem mais o que discutir, agora a prerrogativa de debater a formação das comissões, é exclusivamente do Legislativo e pelo regimentalmente, todos os 19 vereadores devem participar de pelo menos uma comissão, mas é natural que os partidos com maior representatividade, consigam uma participação maior”, disse.

VEJA TAMBÉM
Júnior Geo repudia manobra do presidente da Câmara para aprovar projetos do Executivo

Harmônia
Folha destacou também que pretende fazer uma gestão harmônica. “Precisamos avançar um pouco mais, não estou criticando gestão de ninguém, mas queremos apresentar resultados, pois a cidade apresenta demandas a cada dia e tudo passa pela câmara, queremos dar nossa contribuição para que a cidade se desenvolva de forma dinâmica e na Câmara tem projeto de grande importância para a cidade, estamos conversando com todos os vereadores, queremos manter a harmônia na Casa, respeitando a todos”, finalizou.⁠⁠⁠⁠

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.