Prefeito de Palmas Carlos Amastha

Da Redação JM Notícia – Uma fonte do JM Notícia informou que a Subprefeitura de Palmas, da Região Sul da Capital, já criada por Medida Provisória pelo prefeito Carlos Amastha (PSB), poderá ser comandada por um membro do PSC –Partido Social Cristão. A conversa, nesse sentido, conforme a fonte, já foi iniciada entre lideranças do partido e a gestão municipal.

No entanto, informações dão conta, que o PSC não teria acertado nada com o Paço Municipal nesse sentido, até o momento. “A tendência no momento, é que o PSC fique de fora da Subprefeitura”, disse a fonte.

Por meio de Medida Provisória, o prefeito Carlos Amastha (PSB), criou na última quinta-feira, 19, a Subprefeitura na Região Sul de Palmas. A informação da criação da pasta foi dada em primeira mão pelo JM Notícia ainda no dia 11 de janeiro.

No decreto, a prefeitura criou 25 cargos em comissão e o processo de implantação da Subprefeitura ficará a cargo da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Serviços Públicos, Trânsito e Transporte.

De acordo com o decreto, a subprefeitura terá dotação orçamentária própria, com autonomia para a realização de despesas operacionais, administrativas e de investimento, e participação na elaboração da proposta orçamentária da Prefeitura.

Filipe Martins, vereador do PSC

Em Palmas, o PSC é presidido pelo ex-vereador pastor João Campos. A Legenda conta atualmente com um vereador na capital, Filipe Martins. 

Estrutura

A estrutura organizacional da Subprefeitura será composta pelos seguintes cargos:

Gabinete do Subprefeito; Secretaria Executiva; Gerência de Gestão e Finanças; Núcleo Setorial de Recursos Humanos; Diretoria de Obras e Engenharia – Diretoria de Serviços Públicos, Parques e Jardins; Gerência de Serviços Públicos; Gerência de Parques e Jardins; Gerência de Manutenção e Conservação.

O Decreto ainda precisa ser aprovado pela Câmara de Vereadores que tem sessão marcada para esta terça-feira, 24, para formação das comissões. Para a comissão de Constituição, Justiça e Redação, uma das mais importantes da Casa, disputam a presidência os vereadores Diogo Fernandes (PSD), Major Negreiros (PSDB) e Tiago Andrino (PSB).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.