Resolução foi aprovada na última segunda pelo TRE

O Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), aprovou na tarde da última segunda-feira, 23, a Resolução 374/2017 que dispõem sobre a quinta e última fase do cadastro biométrico de eleitores do Tocantins. A publicação estabelece o período de 1º de fevereiro a 26 de maio de 2017, como prazo para a Revisão Eleitoral e Cadastramento Biométrico nas últimas 17 zonas eleitorais, que ainda não utilizam o sistema de coleta das digitais.

Após a Sessão, a presidente do TRE-TO, desembargadora Ângela Prudente, juntamente com a vice-presidente e corregedora eleitoral, desembargadora Jacqueline Adorno, se reuniram com os juízes eleitorais e chefes de cartórios das 17 Zonas Eleitorais envolvidas para apresentar o projeto, bem como ouvir as dúvidas e demandas dos magistrados.

“Com a realização desta fase final estamos um passo à frente, uma vez que a meta do TSE é que nas eleições de 2018 100% do eleitorado brasileiro vote de forma biométrica. Novamente em vanguarda, queremos concluir esse trabalho no Tocantins ao fim deste semestre, garantindo ainda mais segurança e lisura ao processo eleitoral no nosso Estado”, afirmou a presidente do TRE-TO.

Em sua fala a corregedora eleitoral, desembargadora Jacqueline Adorno, reforçou a importância do envolvimento de magistrados e servidores. “Faltam apenas 30% do nosso eleitorado, temos certeza que com o comprometimento de todos realizaremos mais uma etapa exitosa”, disse.

VEJA TAMBÉM
Força Federal é requisitada para atuar em Zona Eleitoral de Pedro Afonso

O projeto da Biometria foi apresentado pelo secretário de tecnologia da informação do TRE-TO, Jader Gonçalves, e visa garantir um processo eleitoral ainda mais seguro e transparente, já que por meio da leitura das digitais não há possibilidade de um eleitor votar no lugar do outro.

O juiz da 12ª Zona Eleitoral de Xambioá, José Eustáquio de Melo, participou da reunião e acredita que a identificação dos eleitores por meio das impressões digitais irá reforçar ainda mais a segurança no pleito, “e consequentemente a legitimidade para o processo eleitoral”, disse.

Exemplo de sucesso
Durante a reunião com os magistrados, o juiz da 28ª Zona Eleitoral de Miranorte, Cledson José Nunes, trouxe algumas experiências exitosas pela qual passou a ZE de Miranorte na quarta e penúltima etapa de revisão biométrica. “As reuniões com os servidores e colaboradores para definir as ações são muito importantes, fizemos uma reunião inicial e depois vários encontros periódicos mensurando os resultados”, explicou.

Fase Final
A partir de fevereiro inicia a quinta e última etapa do projeto visa coletar os dados biométricos de 330.829 eleitores.

VEJA TAMBÉM
TRE -TO determina que propaganda do partido de Aragão deixe de ser veiculada

Nesta última fase passarão por recadastramento biométrico os eleitores das Zonas Eleitorais de Filadélfia (8ª ZE), Tocantinópolis (9ªZE),  Araguatins (10ª ZE), Itaguatins (11ª ZE), Xambioá (12ª ZE),  Formoso do Araguaia (15ª ZE), Colmeia (16ª ZE), Peixe (20ª ZE), Augustinópolis (21ª ZE), Araguacema (24ª ZE), Ponte Alta do Tocantins (26ª ZE),  Wanderlândia (27ª ZE), Araguaçu (30ª ZE), Arapoema (31ª ZE), Goiatins (32ª ZE), Itacajá (33ª ZE),  Araguaína (34ª ZE). Ao todo serão envolvidos 65 municípios, finalizando o processo biométrico em todo o estado do

Histórico
A coleta dos dados biométricos no Tocantins começou a ser realizada em 2009. Nas três primeiras etapas foram cadastrados 390.558 eleitores distribuídos em 20 municípios.

Já a quarta etapa da revisão biométrica iniciou em junho do ano passado onde foram cadastrados 287.031 eleitores de 12 Zonas Eleitorais, abrangendo 53 municípios do Estado. (Com informações do TRE do Tocantins).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.