Da Redação JM Notícia

Felipe Rocha diz que PSB está de portas abertas para receber Jorge Frederico e Junior Evangelista
Felipe Rocha diz que PSB está de portas abertas para receber Jorge Frederico e Junior Evangelista

Após disputa interna na última semana envolvendo a direção estadual e nacional do PSC e os deputados Júnior Evangelista e Jorge Frederico, por suposta infidelidade partidária, Felipe Rocha, suplente de vereador da capital e membro da executiva nacional do PSB, afirmou ao JM Notícia na manhã desta segunda-feira, 13, que o PSB está de portas abertas para receber os dois parlamentares do PSC. Segundo Rocha, ele ainda não teria conversado com o prefeito Carlos Amastha (PSB), presidente regional do partido no Estado, mas que a tendência do partido é buscar o crescimento da legenda:

“O PSB tem a porta aberta para os dois deputados, que poderiam aproveitar a “janela” partidária permanente, que permite a mudança de partido, sem perda de mandato, se ela ocorrer no sétimo mês antes da eleição no ano de término do mandato. Ou seja, no caso dos deputados federais e estaduais entre 7 de março e 7 de abril de 2018”, afirmou Felipe Rocha.

Deputado Jorge Frederico pode deixar PSC

Ainda de acordo com Rocha, o convite oficial ainda não foi formalizado, no entanto, há sim intenções informais para que o deputado Júnior Evangelista e o deputado Jorge Frederico possa engrandecer o PSB do Tocantins, seguindo o crescimento do PSB nacional, presidida pelo Carlos Siqueira.

VEJA TAMBÉM
Após resolução de Damaso, Jorge Frederico e Júnior Evangelista ameaçam deixar o PSC

Entenda:

Na última semana, Frederico e Evangelista chegaram a anunciar formação de bloco com PSDB e PSL, contrariando a resolução do PSC assinada pelo presidente da sigla, Damaso, e pelo primeiro vice-presidente, pastor Amarildo Martins, no dia 2. O documento impõe que a legenda se una ao SD.

Por isso, os dois foram suspensos por “infidelidade partidária e  ficam impedidos “de praticar qualquer ato em nome do PSC” no período em que responderão ao Processo Ético-Disciplinar ou pelo prazo máximo de 12 meses.

Na queda de braço envolvendo Damaso e os dois parlamentares, Jorge e Junior Evangelista conseguiram emplacar o PSC com o PSDB e PSL.

Ao JM Notícia, o deputado Jorge Frederico afirmou que “se o partido não respeitar seus direitos como representante da população, ele não seria obrigado a ficar”.

COMPARTILHAR

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.