O deputado estadual, Olyntho Neto lembrou que o BASA é o agente fomentador que proporciona condições para que o isso aconteça e que o agronegócio sustenta o Estado

A vice-governadora, Claudia Lelis, juntamente com o presidente do BASA – Banco da Amazônia, Marivaldo de Melo, assinaram na manhã desta terça-feira, 14, o protocolo de intenções de R$ 964,53 milhões para ações de desenvolvimento sustentável no Estado do Tocantins.  Os recursos  buscam impulsionar o desenvolvimento do Tocantins, alinhadas ao Plano de Aplicação de Recursos do FNO e ao Plano de aplicação dos Recursos Financeiros do Estado para 2017, elaborados pelo Banco. 

“São quase R$ 1 bilhão que estarão disponíveis para os empreendedores tocantinenses, e esses recursos estão vindo om ótima hora, pois irão contribuir para o aquecimento da economia gerando benefícios para toda a população. A sociedade precisa compreender que o Estado sozinho não consegue fazer tudo, mas quando firmamos uma parceria com uma instituição como o BASA podemos alcançar resultados efetivos e reais para impulsionar o desenvolvimento do econômico e sustentável do Estado”, ressaltou Claudia Lelis. 

O Presidente do Basa, Marivaldo Melo, lembrou o Banco ampliou os recursos para o Tocantins esse ano, e que em 2016 do total liberado, 90% foi aplicado no agronegócio. ” Esses recursos de 2017 irá contribuir para alavancar esse segmento e tenho certeza que o Tocantins se tornará um grande polo de desenvolvimento do agronegócio, pois aqui existem, todas as condições necessárias para que isso aconteça”, destacou Marivaldo Melo. 

O deputado estadual, Olyntho Neto lembrou que o BASA é o agente fomentador que proporciona condições para que o isso aconteça e que o agronegócio sustenta o Estado, ”esses recursos podem contribuir muito para alavancar os negócios esse ano”, ressaltou o deputado.  

Os recursos serão aplicados em operações que se enquadrem nos programas de financiamento operacionalizados pela instituição, em conformidade com o Plano de Aplicação dos Recursos Financeiros 2017, no Estado. O Banco disponibilizará, também, mais R$ 410 milhões para atender toda a região, provenientes de outras fontes de fomento disponíveis.  

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.