Governador_Marcelo_Miranda
Marcelo Miranda discute prioridades do Estado no Fórum Permanente de Governadores

O governador Marcelo Miranda participou na manhã desta quarta-feira, 15, da reunião do Fórum Permanente de Governadores. O encontro teve objetivo de dar prosseguimento ao diálogo entre os chefes de Executivo, para enfrentar os desafios, com preparação da Agenda Federativa 2017.

O resultado das discussões serão levados, ainda hoje, ao Congresso Nacional. Realizada na residência oficial do governador de Brasília (DF), em Águas Claras, a reunião contou com a participação do presidente da Câmara Rodrigo Maia, acompanhado de líderes partidários. 

Em entrevista coletiva, o coordenador do Fórum, governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, adiantou que as prioridades definidas serão levadas ao presidente do Senado, Eunício Oliveira, com a sugestão de serem apreciadas em caráter de urgência. Dentre elas, reforçou a importância de agilidade na votação do Projeto de Repatriação e destacou o projeto de emenda à Constituição, de autoria do senador José Serra, com propostas que devem melhorar as regras para o pagamento de precatórios, utilizando depósitos judiciais.  

Na opinião do governador Marcelo Miranda, discussões e ações decorrentes do Fórum Permanente de Governadores têm contribuído para melhorias consideráveis nos estados. “Estamos incorporando um novo poder. Todas essas medidas contribuem para otimizar a situação financeira dos estados, uma vez que possibilitam, às unidades federativas, melhor capacidade de arcar com os seus compromissos”, destacou.

Presente no encontro, o procurador-geral do Tocantins, Sérgio do Vale, acompanhou reunião paralela realizada entre os procuradores, visando, principalmente, definir a forma de utilização dos depósitos judiciais, na quitação dos precatórios. 

Governadores

Além dos governadores já citados, participaram da reunião, o vice-governador do Amazonas; José Henrique Oliveira; o  vice-governador do Maranhão, Carlos Brandão; o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão; o  governador do Rio Grande do Sul , José Ivo Sartori; o vice-governador de São Paulo, Márcio França; o governador do Amapá, Waldez Góes; o  governador do Piauí, Wellington Dias; o vice-governador do Espírito Santo, César Colnago; o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja; o governador do Mato Grosso, Pedro Taques; e o governador de Goiás, Marconi Perillo.

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.