O vereador Léo Barbosa (SD) usou a tribuna da Câmara de Palmas na sessão dessa terça-­feira, 14, para questionamentos relacionados aos recursos do Serviço de Atendimento Móvel Urgência(SAMU) em Palmas/TO.

O vice-­presidente da Câmara apresentou balancete emitido pelo Ministério da Transparência que comprova que a Prefeitura recebeu R$ 2.158,700,00 milhões, sendo que os recursos foram repassados sem atrasos para a manutenção das ambulâncias, no entanto, segundo o vereador, há pelo menos duas ambulâncias sem atender a população.

O vereador quer saber o porquê dessas ambulâncias estarem fora de circulação.

“Gostaria de saber porque estas ambulâncias estão fora de circulação se o recurso está chegando integralmente. São mais de dois milhões de reais destinados a manutenção dos carros e capacitação dos profissionais. Um atendimento que deixa de ser realizado com urgência, pode custar uma vida e isto não tem preço. Recebi informações de um servidor do Samu, que funcionários precisaram fazer vaquinha para poder comprar peça de um carro. A que pontos chegamos!”, afirmou Léo.

Em função de todas estas dúvidas, Léo Barbosa encaminhou um pedido de informações ao secretário de saúde do município, Nésio Fernandes, para que os questionamentos sejam respondidos e também uma solicitação do retorno das ambulâncias que estão paradas. Com informações Conexão Tocantins

DEIXE UM COMENTÁRIO

Atenção: Os comentários são de inteira responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Jornal.